Menu
ASSOMASUL MARÇO
quarta, 24 de abril de 2019
mutantes
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil - Política

Fora do ministério, Haddad recebe salário de R$ 26,7 mil do PT

10 Fev 2012 - 10h02

Desde o dia 1º de fevereiro o pré-candidato petista à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, é funcionário do diretório municipal do PT. A partir desta data, ele passa a receber do partido um salário de R$ 26.723,13, equivalente aos vencimentos recebidos por um ministro de Estado no governo federal. A contratação é parte de um acordo entre Haddad e a direção do partido para que o ex-ministro não tivesse sua renda prejudicada por causa de seu desligamento da pasta da Educação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A cúpula petista entende que a saída de Haddad do ministério atende a um chamado partidário e que, dessa forma, é legítimo que o partido arque com seus salários ao menos até o primeiro turno das eleições municipais. A contratação do pré-candidato seguirá os mesmos moldes da feita pelo PT Nacional quando da saída de Dilma Rousseff da Casa Civil para disputar a eleição de 2010. Na ocasião, o partido pagou a Dilma cerca de R$ 10 mil mensais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
MS tem saldo acumulado de 10.570 empregos com carteira assinada gerados no ano
POLÍCIA
Polícia Civil participa de operação nacional para cumprir mandados de prisão contra foragidos
POLÍTICA
Lama Asfáltica: 3ª Vara nega novo pedido para que ação vá para a Justiça Eleitoral
LOTERIA
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira o maior prêmio deste ano
CIDADES
Com rios entupidos por vegetação ribeirinhos do Pantanal de MS são levados para médico de helicópter
BONITO - MS - TRABALHO LEGISLATIVO
Confira o trabalho do seu vereador durante sessão ordinária da Câmara em Bonito (MS)
BONITO - MS - NA CÂMARA
Vereadores solicitam que antiga iluminação do CMU seja aproveitada em bairros de Bonito (MS)
EMPREGOS E CONCURSOS
Governo de MS divulga inscrições para pós-graduação em saúde pública
GERAL
Polícia Civil deflagra arrastão para capturar foragidos em MS
ESTELIONATO
Major morto em Bonito tem documentos falsificados e golpe pode chegar até R$ 50 mil por trio