Menu
KAGIVA
sexta, 21 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

FGV vai elaborar plano de reestruturação da Assembléia Legislativa de MS

5 Abr 2011 - 17h44Por Midiamax

A Assembléia Legislativa está em negociações adiantadas com a Fundação Getúlio Vargas para que seja elaborado o plano de reestruturação do quadro funcional da Casa. O instituto é o mesmo que criou, em Mato Grosso do Sul, o plano de cargos e carreiras do Tribunal de Contas (TCE/MS), iniciado em 2009 e aprovado em março de 2010 (Lei 3.877).

A informação foi repassada pelo presidente do legislativo, Jerson Domingos, nesta terça-feira (5). A ideia é aproveitar o levantamento interno que a Assembleia já elaborou, a partir do trabalho desenvolvido pelo deputado e 1º secretário Paulo Corrêa.

Jerson fez mea culpa ao reconhecer que a Casa relegou a questão. "A Assembleia Legislativa nunca se preocupou em relação ao seu quadro funcional. As diferenças salariais são gritantes entre os nossos servidores e os dos demais poderes", disse. Questionado sobre a previsão de término da reforma, o presidente apenas disse que não será em curto prazo.

A reformulação completa da parte administrativa da Assembleia passa pela implantação do Plano de Demissão Voluntária (PDV), proposta que foi vislumbrada por Corrêa. Jerson, porém, disse ser contra a ideia.

"Quando foi implantado há 12 anos, via-se um problema social muito grande entre as famílias de servidores que pediram o PDV. Acharam que receberiam um valor relativamente alto, mas alguns não souberam fazer uso disso e depois ficaram impedidos de retornar".

O presidente acredita que o reordenamento de cargos e salários irá suplantar a necessidade de criar o PDV. Outra saída seria a realização de concurso público, com objetivo de melhorar a prestação de serviços pela Assembleia. Jerson estima que isto só deve ser colocado em prática a partir da conclusão dos trabalhos da FGV.

No Tribunal de Contas

A proposta do Plano de Cargos e Carreiras do TCE/MS foi discutida por mais de um ano e recebeu diversas sugestões dos conselheiros. As carreiras foram estruturadas em quatro classes. Um dos destaques é a Gratificação de Desempenho e Metas (GDM), paga aos servidores em cargos efetivos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Presentes e comemorações do Dia das Crianças devem movimentar R$ 130 milhões em MS
CIDADES
De cada 10 cidades de MS, menos de 4 tem plano municipal para o saneamento básico, aponta IBGE
POLÍTICA
Líder, Azambuja tem 42,9%; juiz Odilon é segundo, com 29,35%
ECONOMIA
Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Futuro presidente terá de enfrentar financiamento do SUS
GERAL
Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena acumula
BONITO - MS - VAMOS AJUDAR
Churrasco beneficente em prol Hospital acontece dia 30 em Bonito (MS)
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
BONITO - MS - VISITA NO GABINETE
BONITO: Odilson recebe alunos que participam do Programa Agrinho, modalidade Experiência Pedagógica
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO ATENDIDA
Lúcia Miranda tem reivindicação atendida pela prefeitura com instalação de semáforo em Bonito (MS)