Menu
mutantes
sbado, 23 de maro de 2019
ASSOMASUL MARÇO
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

FGV vai elaborar plano de reestruturação da Assembléia Legislativa de MS

5 Abr 2011 - 17h44Por Midiamax

A Assembléia Legislativa está em negociações adiantadas com a Fundação Getúlio Vargas para que seja elaborado o plano de reestruturação do quadro funcional da Casa. O instituto é o mesmo que criou, em Mato Grosso do Sul, o plano de cargos e carreiras do Tribunal de Contas (TCE/MS), iniciado em 2009 e aprovado em março de 2010 (Lei 3.877).

A informação foi repassada pelo presidente do legislativo, Jerson Domingos, nesta terça-feira (5). A ideia é aproveitar o levantamento interno que a Assembleia já elaborou, a partir do trabalho desenvolvido pelo deputado e 1º secretário Paulo Corrêa.

Jerson fez mea culpa ao reconhecer que a Casa relegou a questão. "A Assembleia Legislativa nunca se preocupou em relação ao seu quadro funcional. As diferenças salariais são gritantes entre os nossos servidores e os dos demais poderes", disse. Questionado sobre a previsão de término da reforma, o presidente apenas disse que não será em curto prazo.

A reformulação completa da parte administrativa da Assembleia passa pela implantação do Plano de Demissão Voluntária (PDV), proposta que foi vislumbrada por Corrêa. Jerson, porém, disse ser contra a ideia.

"Quando foi implantado há 12 anos, via-se um problema social muito grande entre as famílias de servidores que pediram o PDV. Acharam que receberiam um valor relativamente alto, mas alguns não souberam fazer uso disso e depois ficaram impedidos de retornar".

O presidente acredita que o reordenamento de cargos e salários irá suplantar a necessidade de criar o PDV. Outra saída seria a realização de concurso público, com objetivo de melhorar a prestação de serviços pela Assembleia. Jerson estima que isto só deve ser colocado em prática a partir da conclusão dos trabalhos da FGV.

No Tribunal de Contas

A proposta do Plano de Cargos e Carreiras do TCE/MS foi discutida por mais de um ano e recebeu diversas sugestões dos conselheiros. As carreiras foram estruturadas em quatro classes. Um dos destaques é a Gratificação de Desempenho e Metas (GDM), paga aos servidores em cargos efetivos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GREVE VINDO AÍ
Monitoramento mostra que caminhoneiros já se mobilizam para nova paralisação
BONITO - MS - AÇÃO NECESSÁRIA
Em Bonito, Defesa Civil e SAS removem moradores em Águas do Miranda
BONITO E JARDIM - MS
Governo estabelece regras para aprovação de projetos no Rio da Prata em Jardim e Formoso Bonito (MS)
GERAL
PM do Estado por meio do BOPE lançará edital para 2° Curso de Especialização em Negociação Policial
POLÍCIA
Para mulher reatar, homem envia foto com facão e filha de 2 anos no colo em MS
POLÍTICA
Tribunal vai julgar habeas corpus de Temer na próxima quarta-feira
CULTURA
Fundação de Cultura inaugura ‘Espaço Jorapimo’ com obras inspiradas em Lídia Baís
JUSTIÇA
Plenário do STF mantém exigências para porte de arma por juízes
MEIO AMBIENTE
“Objetivo é proteger mananciais”, diz Reinaldo sobre Rio da Prata e Formoso
NIOAQUE - MS
Lançado em 2015, Nioaque tem seu Vale dos Dinossauros ainda quase intocável