Menu
mutantes
sbado, 16 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Ex-deputado dá soco em deputado durante reunião do PSB na Capital

28 Set 2011 - 14h17Por Edmir Conceição e Fabiano Arruda/Campo Grande News

O deputado estadual Lauro David (PSB) registrou Boletim de Ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), acusando o ex-deputado e ex-vereador Sérgio Assis, de ‘lesão corporal dolosa’. Durante a sessão da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira o deputado Lauro Davi comunicou a agressão e distribuiu cópias do BO à imprensa.

Segundo o deputado, ontem à noite, na sede do Diretório Regional, durante reunião da Comissão Executiva Estadual, presidida pelo prefeito Murilo Zauith (Dourados), foi agredido abruptamente por Sérgio Assis, quando abordava a necessidade do PSB lançar candidato próprio em Campo Grande. De acordo com a versão do deputado, Sérgio Assis, que é vice-presidente do partido, tentou lhe dar um soco no rosto.

Lauro disse que ao perceber a tentativa de agressão, desviou o rosto, mas acabou atingido no pescoço. Logo após a agressão, por volta das 19h30, Assis teria deixado o local, tomando rumo ignorado, enquanto Lauro Davi seguia à Depac, acompanhado de Zauith, para registrar queixa. Após o Boletim de Ocorrência, o deputado foi encaminhado ao IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal).

Segundo Davi, amanhã, quando o prefeito Murilo Zauith retornar de Brasília, as divergências internas no PSB serão discutidas, na presença do agressor e do agredido. O deputado disse que a divergência é pessoal e não teria cunho político. Para David, Assis não concordaria com sua ascensão política.

Outro lado - Sérgio Assis, no entanto, nega ter iniciado a agressão. "Durante todo tempo ele me provocava. Houve uma exaltação mútua e ele acabou jogando uma cadeira, ferindo minha boca", disse Assis, que também registrou Boletim de Ocorrência acusando Lauro de agressão.

Segundo Sérgio Assis, a briga foi ocasionada pela proposta de Lauro Davi de dissover algumas comissões provisórias, entre elas de Campo Grande, Corumbá, Ponta Porã e Terenos. Sérgio Assis diz que no momento das 'agressões mútuas" o assunto era o partido em Pedro Gomes. "Tem dois vereadores que querem entrar no PSB, então propus que se abrisse a legenda, mas o tempo todo ele me provocava, com agressões verbais", afirmou o ex-deputado.

"Infelizmente, depois de tudo que fiz para ele, votei, pedi votos e trabalhei, acabo sendo agredido", lamentou Assis. Segundo ele, o ponto da discórdia é o encaminhamento das comissões provisórias. Lauro David defende a dissolução e reorganização e Assis acha que uma medida radical, sem ouvir os dirigentes municipais, "pode prejudicar o projeto eleitoral do PSB".

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)
CIDADES
Uems abre processo seletivo para professores temporários em duas cidades