Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
quinta, 21 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Estudo aponta que tempestades no Sudeste do Brasil dobrarão em 60 anos

9 Ago 2011 - 09h00Por Estadão.com

A incidência de tempestades e catástrofes naturais no Sudeste do Brasil deve dobrar nos próximos 60 anos por causa do aquecimento global, diz estudo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Com base em dados climáticos das últimas décadas, pesquisadores constataram que o aumento da temperatura do Atlântico no Hemisfério Sul e o resfriamento do Pacífico equatorial devem ampliar a ocorrência de fenômenos climáticos intensos. Nas regiões litorâneas, a ocorrência de eventos climáticos severos deve triplicar até 2070.

A pesquisa analisou a ocorrência de tempestades nas cidades de São Paulo, Rio e Campinas nos últimos 60 anos, calculando o efeito da variação da temperatura dos oceanos nas taxas de precipitação e na ocorrência de chuvas de granizo, raios, vendavais e tornados.

Segundo Osmar Pinto Júnior, coordenador do grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Inpe, o Sudeste deve ser atingido por um número cada vez maior de desastres naturais nas próximas décadas, caso sejam mantidas condições como o ritmo de crescimento da temperatura do Atlântico e o resfriamento do Pacífico causado pelo fenômeno La Niña.

O Inpe também anunciou que desenvolverá um novo sistema integrado de monitoramento atmosférico para detectar a ocorrência de raios nas nuvens, o que serve como indicativo da ocorrência de tempestades. O Sistema Brasileiro de Detecção de Descargas atmosféricas (BrasilDat) receberá informações de 75 sensores, que poderão detectar atividade elétrica em nuvens e permitirão a geração de alertas para chuvas severas com até 30 minutos de antecedência.

O sistema será instalado até o fim de 2012, com um custo de R$ 10 milhões. O modelo será um aprimoramento do Rindat, conjunto de sensores de 1998.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança