Menu
KAGIVA
quarta, 23 de janeiro de 2019
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC

Estoques elevados e baixa demanda indicam desaceleração na atividade da indústria

24 Ago 2011 - 16h29Por Agência Brasil

A atividade industrial brasileira continua em desaceleração, com aumento acima do esperado dos estoques no mês de julho, segundo o boletim Sondagem Industrial, divulgado ontem (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os estoques do parque industrial ficaram em 53,9 pontos em julho, registrando média de 53,4 pontos nos sete primeiros meses deste ano.

A utilização da capacidade instalada (UCI) ficou em julho na média de 75%, registrando 45,2 pontos, sendo o oitavo mês consecutivo de recuo no uso das instalações industriais no país. Em consequência da redução na produção, a CNI estima que os estoques acumulados em julho tiveram crescimento elevado e, como é preciso escoar a produção, a tendência é que a indústria não cresça nos próximos meses.

Para o economista Marcelo de Ávila, da CNI, outra agravante é “o cenário desfavorável para as vendas, pois tanto o mercado externo quanto o interno estão desaquecidos, os juros e a inflação estão em alta e há escassez de crédito". A atividade da indústria em junho ficou em 50,4 pontos, segundo a pesquisa, por isso o crescimento para 53,9 pontos em julho foi considerado elevado.

As pequenas indústrias registram queda na produção, as médias mostraram estabilidade e as grandes apresentaram crescimento. Dos 26 setores da indústria de transformação, 22 operam com atividade abaixo do normal, indica o boletim. O emprego no setor está estável, com 50,1 pontos, de acordo com a sondagem.

Segundo a CNI, os empresários ainda estão confiantes na demanda no mercado interno, na manutenção do número de empregados e na compra de matérias-primas nos próximos seis meses. Em junho, a expectativa sobre a demanda era 61,9 pontos, tendo caído em julho para 61,3 pontos.

O indicador de compra de matérias-primas caiu de 58,2 pontos, em junho, para 57,6 pontos em julho. O índice sobre a demanda de vendas para o exterior registrou 49,1 pontos em julho, abaixo dos 50 pontos, na contagem de 0 a 100, o que para a CNI indica pessimismo.

A pesquisa foi feita entre 1º a 16 de agosto. Foram consultadas 1.892 empresas (988 pequenas, 638 médias e 266 de grande porte).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AÇÃO POLICIAL
Embaixo da ponte sobre o Rio Formoso, PM flagra homem e menores alcoolizados em Bonito (MS)
TRÂNSITO
Acidente entre dois carros na MS-276 deixa mulher presa nas ferragens
BRASIL
Cápsula com césio-137 é achada em ferro velho de Alagoas
GERAL
PVA 2019: pagamento à vista ou primeira parcela vencem dia 31 de janeiro
BONITO - MS
Obras inicia trabalhos de recuperação da estrada da La Lima
LOTERIA
Mega-Sena vai sortear R$ 38 milhões na noite desta quarta-feira
MEIO AMBIENTE
Mais quente do país, MS teve 45ºC de sensação térmica em duas cidades
POLÍCIA
Brasil e Paraguai cercam traficantes em nova rota
PRESIDÊNCIA DO SENADO
Sem acordo, Simone e Renan vão para o enfrentamento
CIDADES
Com licença ambiental, Estado prioriza reinício da obra da MS-228 no Pantanal