Menu
ITALÍNEA DOURADOS
domingo, 9 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca

Estiagem prolongada ameaça lavouras de milho

3 Jun 2011 - 15h35Por Diário MS

Agricultores de Mato Grosso do Sul que apostam no milho safrinha como alternativa de ampliar a rentabilidade do campo podem sofrer novos prejuízos. A estiagem prolongada aparece como uma ameaça e pode reduzir a produção deste ano.

Dourados, por exemplo, está há um mês sem chuva. A estiagem também se repete em diversos municípios do sul do Estado, já que a precipitação de chuva foi baixa na maior parte das cidades durante todo o mês de maio. A situação tem impacto direto nas lavouras de milho.

De acordo com o Sistema Clima/MS da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados choveu somente seis milímetros no dia primeiro de maio, ou seja, 5% da média histórica de 32 anos, que é de 113 milímetros para o mês.

“A situação é ruim para o milho, mas não é inédita. Nos anos de 1981 e 1989, os meses de maio também tiveram registros com menos de 10 milímetros”, afirmou o pesquisador do sistema, Ricardo Fietz.

Segundo o pesquisador no ano de 2006, não choveu do dia 16 de abril até 18 de maio. Em 2009, chegou há ficar 34 dias sem chover. Períodos em que é comum essa falta de chuva, fator que altera a umidade, tanto do ar quanto do solo.

UMIDADE

A umidade está em 25% no solo douradense para que o milho se desenvolva. “O ideal é que ela esteja acima de 50%”, alerta o pesquisador. Ele ainda lembra que devido às chuvas de abril, o índice estava ideal no começo de maio, mas foi caindo gradativamente.

Por conta da seca a umidade relativa do ar também tem sido afetada. Em Dourados ela não chegou a ficar abaixo do índice considerado de risco pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que é de 30%. O dia com o ar mais seco foi 19 de maio, com o índice de 32%.

O mesmo não é vivido por cidades da região, três municípios atingiram 29% de umidade relativa do ar, foram eles: Maracaju e Rio Brilhante no dia 24 de maio, e Ivinhema em 31 de maio.

Institutos de Meteorologia nacionais e internacionais prevêem chuva para a semana que vem na região de Dourados. As previsões indicam que ela deve chegar entre o dia sete e nove de junho e depois do dia 12. O que é esperado com ansiedade pelos produtores de milho.

LAVOURAS

“Ainda não temos estragos significativos, mas sabemos que está tendo uma redução na produtividade. Mas, é mais uma apreensão, porque o desenvolvimento está satisfatório. A expectativa agora é de que venha logo essa chuva”, disse Bruno Tomasini, presidente da Aeagran (Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados).

Para o produtor e tesoureiro do GPP (Grupo Plantio na Palha), Lúcio da Malha, a estratégia para tentar driblar o tempo seco com mais tranqüilidade, é seguir a risca as recomendações técnicas. “Tem que plantar na época certa, a variedade correta e de alguma forma elevar a matéria orgânica” afirmou.

O zoneamento agrícola para este ano indicava o dia 10 de março, como o prazo ideal para o plantio do milho. Mas, por conta do atraso na colheita da soja, ele foi atrasado para o dia 20 de março. Malha plantou no dia 18, mas afirma que a boa correção do solo tem ajudado a lavoura dele.

Há seis anos o produtor planta milho em consórcio com braquiária para que seja mantida melhor umidade do solo. “É uma alternativa que traz benefícios com o tempo. No primeiro ano tem perda, mas nos anos seguintes há ganho de produtividade no milho e na soja”, afirma da Malha.

PRODUÇÃO

Em Dourados, foram plantados 80 mil hectares de milho, destes pelo menos 37,5% foram plantados fora do prazo determinado pelo zoneamento agrícola.

A rentabilidade esperada para este ano é de 3,6 mil quilos por hectare, abaixo da média do Estado que espera uma produtividade de 4,1 mil quilos por hectare. Em Mato Grosso do Sul foram plantados 908 mil hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DA G.M DE BONITO
Guarda Municipal de Bonito prende condutor embriagado em flagrante
AÇÕES DA GUARDA MUNICIPAL DE BONITO
Menores são presos por estarem destruindo o patrimônio público em Bonito
CONCURSOS
EDITAL da Polícia Militar abre 120 vagas com salário de R$ 5.769,42
TECNOLOGIA - ANDROIDS
Estes 22 apps detonam a bateria de milhões de Androids; veja a lista
BONITO - MS - NO JAPÃO - MMA
Bonitenses Sidy Rocha e a Edna Trakinas lutam neste domingo em Tokyo no Japão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador entrega na terça-feira mais de R$ 36 milhões em obras em Bonito (MS)
DOR E TRISTEZA
Gabrielly começou a ser agredida por colegas após presentear professora, diz família
GOVERNADOR DO RJ PRESO EM OPERAÇÃO
Pezão participa de hasteamento da bandeira em presídio de Niterói
BONITO - MS - EDUCAÇÃO INFANTIL
Bonito (MS) inova na educação infantil e terá jornada integral e parcial na Rede Municipal de Ensino
EM CIDADE DO MS - CRIME
Em MS, Homens são mortos com requintes de crueldade e polícia suspeita de latrocínio