Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 20 de setembro de 2018
KAGIVA
Busca
MS - Saúde

Estado vai receber R$ 150 mil para controle de doenças negligenciadas

1 Fev 2012 - 15h09Por Midiamax

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (1º) a liberação de R$ 25,9 bilhões para ações de controle de doenças como a hanseníase e a esquistossomose. Porém, o repasse será dividido para 26 estados, além do Distrito Federal. Segundo o Governo Federal, o Mato Grosso do Sul só receberá R$ 150 mil para as também chamadas doenças negligenciadas. O estado do Maranhão será o que receberá mais investimentos, com R$ 3.386.000,00.

O dinheiro também será utilizado para o combate ao tracoma e a geohelmintíases. Segundo o Governo Federal, em 2011 os investimentos em laboratórios públicos produtores de medicamentos para assistência a doenças negligenciadas foi de R$ 54 milhões. Em 2000 o investimento era de R$ 8,8 milhões.

Um levantamento da OMS (Organização Mundial da Saúde) revelou que as doenças negligenciadas tropicais atingem mais de R$ 1 bilhão de pessoas no mundo. Elas são provocadas por agentes infecciosos ou parasitas e atingem principalmente a população de baixa renda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO
9º MATURISHOW será de 20 a 23 de setembro em Bonito
DOURADOS - DESUMANIDADE
Após acidente, pessoas ignoram vítima fatal e roubam carga de abacaxi em Dourados
BABADO DOS FAMOSOS
Anitta recebe ameaças ao seguir amiga nas redes sociais que vota em Jair Bolsonaro
BONITO - MS - FOTOS SESSÃO DA CÂMARA
Confira as fotos da sessão da Câmara desta terça-feira em Bonito (MS)
SEGUNDO O IBGE
Falhas no saneamento causam surtos de doenças em 26 cidades de MS
GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo de MS abrirá 10 concursos públicos para PM e Bombeiro
CIDADES
Fotógrafo que perdeu voo por atraso guarda registros há 44 anos da maior tragédia aérea de MS
TECNOLOGIA
Instagram lança botão para compras de usuários pelo stories da rede social
POLÍTICA
Com renúncias e mudanças, disputa eleitoral em MS envolve 509 candidatos
CIDADES
Polícia prende quadrilha que roubava caminhões e levava para o Paraguai