Menu
KAGIVA
quinta, 16 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Espanha prende quadrilha brasileira que roubava bancos pela internet

23 Set 2011 - 14h29Por Folha.com

A polícia da Espanha desmantelou nesta quinta-feira, em Barcelona, uma quadrilha brasileira especializada em falsificação de documentos e invasão de sistemas de segurança na internet. Com a ajuda de um hacker, os acusados supostamente esvaziavam contas bancárias.

Segundo a polícia, os falsificadores criavam carteiras de identidade e passaportes europeus. Com esses documentos abriam contratos de telefonia para smartphones, entravam nos sistemas das empresas e nas contas dos clientes. A quadrilha também fazia compras com o dinheiro roubado.

A rede era liderada por um hacker baseado no Brasil. Dos 39 acusados de integrar o grupo, 30 já foram presos, sendo 21 deles brasileiros. Também foram detidos dois espanhóis, três chilenos e quatro paquistaneses. Outros nove brasileiros foram indiciados e se encontram foragidos.

De acordo com os investigadores, o chefe brasileiro do grupo era o responsável por organizar um esquema que lhes permitia fazer operações de fraude transferindo dinheiro de uma conta para outra.

Dessa forma a quadrilha pirateou sistemas de bancos, operadoras de telefonia, lojas e clientes.

INVESTIGAÇÃO

A operação policial começou há seis meses. Os detetives da Área Territorial de Investigação tinham mais de 300 queixas de empresas e cidadãos reclamando de compras e transferências bancárias feitas de forma fraudulenta.

Segundo a polícia, alguns clientes chegaram a perder tudo o que havia em suas contas, tendo assim que provar aos bancos que não haviam feito compras, nem esvaziado os fundos bancários.

A quadrilha lucrava ainda gastando os saldos dos telefones, repassando aparelhos e vendendo documentos falsos.

A operação policial prendeu integrantes da quadrilha nas cidades de Barcelona, Badalona, Santa Coloma de Gramanet e Hospitalet de Llobregat, todas na região da Catalunha.

A polícia apreendeu também centenas de documentos adulterados, material informático e dados sobre clientes e empresas roubados.

Todos os indiciados serão julgados na Espanha, podendo pegar penas entre três e nove anos de cadeia cada um se condenados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - BALNEÁRIO MUNICIPAL
Balneário Municipal ficará fechado durante 5 dias este mês de agosto em Bonito (MS)
MAIS UMA FATALIDADE NO RODEIO
Peão que competiu em Barretos morre após cavalo cair em cima dele em cidade do MS
PROCESSO SELETIVO NO MS
Prefeitura abre inscrições para processo seletivo em cidade do MS
BONITO - MS - CURSOS PROFISSIONALIZANTES
Prefeitura concede espaço e SENAI realizará cursos profissionalizantes em Bonito
DOURADOS - MAIS VIOLÊNCIA
Padre é trancado no quarto, espancado e tem pertences levados em Dourados
POLÍTICA
Julgamento de Zeca do PT sobre farra da publicidade é marcado para o dia 4
AÇÃO CIVIL
Estado é acusado de discriminar mulheres em concurso da Polícia Militar
DE MS
Morre de causas naturais maior contrabandista do país preso em 2011
ECONOMIA
Nascidos em agosto já podem sacar abono salarial do PIS/Pasep
INTERNACIONAL
Morre aos 76 anos Aretha Franklin, a 'rainha do soul'