Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
quinta, 21 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Entressafra eleva em 15% preço do leite ao produtor e alta pode atingir o consumidor

24 Jun 2011 - 09h45Por Correio do Estado

Com a entrada do inverno, época de entressafra, período de geada, consequentemente ocorre a escassez de pasto que afeta diretamente na produção de leite. Com isso o preço já teve majoração de 15% para os produtores. O litro pago ao produtor no tipo C que era de R$ 0,66 subiu para R$ 0,76. E o consumidor deve sentir em breve estes reflexos.

Na tarde de terça-feira (21) ocorreu uma reunião do Conselho Paritário entre Produtores de Leite e Indústrias de Laticínios do Estado (Conseleite-MS), onde foi definido o valor referência para o leite padrão, que obteve uma variação estimada de 15%.

A assessora de Economia da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Adriana Mascarenhas ressalta que este valor não é um tabelamento para o preço do leite e sim um valor de referência baseado no mês de maio, dando referência do valor do leite a ser entregue no mês de junho.

Para os produtores e laticínios a época é bem vinda, pois o aumento do leite tende a se estender até o fim a entressafra, no meses de setembro e outubro, prognóstico que pode sofrer alterações, pois este fenômeno da entressafra da pecuária do leite esta diretamente ligado a questões climáticas.

O presidente da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados (Amas), Acelino de Souza, defende o setor do comércio. “Nós supermercadistas, acabamos repassando ao consumidor o que o fornecedor nos passa, as margens já estão estabelecidas, e nos últimos 30 dias não subimos o preço nenhum centavo. Situação que pode mudar com a alta do valor referência. Somos meros repassadores de preço, quem estabelece é a lei do comércio, a oferta e procura”.

A dona de casa Ozélia Rodrigues, 71 anos, consome leite e derivados todos os dias e reclama do aumento dos produtos, mas não afirma que não deixa consumir.”Mesmo com a alta do preço não dá para deixar de comprar; com o aumento ou não a gente acaba consumindo. Não tem como tirar o leite, a manteiga e o queijo do café da manhã, o jeito é pesquisar melhor o menor preço”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança