Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 23 de janeiro de 2019
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC

Energia elétrica fornecida pela Enersul sobe 17,49% a partir do dia 8 deste mês

5 Abr 2011 - 13h17Por Campo Grande News

A partir de 8 de abril, a tarifa de energia elétrica vai ficar em média 17,49% mais cara para os 815 mil clientes da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul). O reajuste foi aprovado esta manhã, em reunião técnica na sede da entidade, em Brasília.

De nada adiantou o apelo de três parlamentares de Mato Grosso do Sul - o deputado Federal Fábio Trad (PMDB), e os estaduais Marcos Trad (PMDB) e Paulo Correia (PR) – para que o percentual fosse diminuído. Todos chegaram a citar motivos religiosos para um aumento menor, sem sucesso.

O percentual aprovado para o reajuste da Enersul é o maior entre as 10 concessionárias de energia que estão tendo reajustes aprovados este mês. O índice é apenas um pouco menor do que a empresa havia solicitado, 17,56%.

Conforme o relatório final que aprovou o aumento, o reajuste de fato é de 12,33%, mas a percepção ao consumidor será em média de 17,49%.

A alta é diferenciada para os consumidores de alta tensão (14,86%) e os de baixa tensão (18,57%).

Efeito devolução O que foi uma vitória do consumidor, a determinação de devolução de R$ 191 milhões cobrados a mais pela empresa durante 5 anos, agora acaba, segundo os conselheiros, resultando em um impacto ainda maior do reajuste aprovado.

Tanto o conselheiro que relatou o processo, Romeu Donizete Rufino, quanto os outros que votaram, justificaram que a Aneel tem preocuapação com a chamada “modicidade” das tarifas, conceito que defende um impacto menor para o consumidor.

Porém, justificaram que a Aneel tem a função de fazer cumprir a lei e os contratos com as empresas concessionárias de energia e disseram que é isso que está sendo feito em relação à tarifa da Enersul.

Romeu Rufino disse, também, que em relação à inflação acumulada entre 2007 e 2011, a tarifa da Enersul subiu menos. A inflação acumulada, conforme relatado, foi de 16%, segundo apontado, enquanto a inflação, medida pelo IGPM, atingiu 31%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGOS E CONCURSOS
Publicada relação de profissionais cadastrados para a função de professor temporário
CIDADES
Morre o ator Caio Junqueira, uma semana após acidente de carro no Aterro
BONITO - MS
Passeios em Bonito são finalistas de prêmio internacional de sustentabilidade
CIDADES
Gabeira visita Rio da Prata e faz alerta para que “paraíso continue de pé”
GERAL
MP-MS se adequa a Lei de Acesso à Informação e muda regra sobre sigilo em inquéritos
MIRANDA - MS - AFOGAMENTO
'Prainha', local onde criança morreu afogada já estava interditada por risco de morte em Miranda
BONITO - MS - AÇÃO POLICIAL
Embaixo da ponte sobre o Rio Formoso, PM flagra homem e menores alcoolizados em Bonito (MS)
TRÂNSITO
Acidente entre dois carros na MS-276 deixa mulher presa nas ferragens
BRASIL
Cápsula com césio-137 é achada em ferro velho de Alagoas
GERAL
PVA 2019: pagamento à vista ou primeira parcela vencem dia 31 de janeiro