Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 16 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Emocionado, paciente chora ao ver pernas transplantadas

13 Jul 2011 - 11h03Por Jornal do Brasil

O paciente que, na segunda-feira, recebeu um transplante de pernas "chorou" ao ver suas novas extremidades, com as quais poderá andar "em seis ou sete meses", disse nesta terça-feira o médico Pedro Cavadas, responsável pela operação, a primeira desse tipo no mundo.

"O paciente está consciente desde a tarde de ontemm (segunda-feira). Feliz, ele começou a chorar quando viu as pernas", afirmou o cirurgião durante uma coletiva de imprensa no hospital La Fe de Valência, onde foi feita a operação que durou cerca de dez horas, da tarde de domingo até a manhã de segunda-feira.

"Eu imagino que será capaz de caminhar com o apoio de muletas, e acredito que em um longo prazo poderá andar sem apoio, mas isso já depende de como a reabilitação vai se desenvolver. Se ocorrer tudo como esperamos, seria realista pensar que em seis, sete meses ele pode estar caminhando", afirmou Cavadas.

"Se ocorrer tudo como esperamos, seria realista pensar que em seis, sete meses ele pode estar caminhando", afirmou o médico Pedro CavadasSegundo o cirurgião, o paciente pode começar a movimentar as pernas em três semanas e em três meses sustentar seu peso nas novas extremidades.

O paciente, que Cavadas só detalhou ser um jovem "de vinte e poucos anos", tinha perdido as duas pernas em um acidente de trânsito.

A altura da amputação impedia o uso de próteses e o jovem "estava condenado à cadeira de rodas e suas possibilidades de voltar a andar eram zero", segundo Cavadas, famoso por ter realizado outros transplantes pioneiros.

O médico se mostrou cauteloso ao afirmar que 24 horas após a operação "é muito cedo, muita coisa ainda pode acontecer", mas "não esperamos que nada ocorra".

"O estado clínico é muito estável e logo vai poder sair da Unidade de Tratamento Intensivo", explicou Cavadas.

A operação realizada na segunda-feira foi autorizada em maio de 2010 pela Organização Nacional de Trasplantes (ONT) e em novembro do mesmo ano o Ministério da Saúde da Espanha anunciou ter autorizado este transplante duplo de pernas. A operação levou quase um ano para ser efetuada porque ainda não havia doadores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB