Menu
KAGIVA
segunda, 15 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Em Corumbá, quatro áreas são monitoradas por risco de deslizamento

1 Mar 2011 - 10h32Por Campo Grande News

A chuva que atingiu Corumbá, desde as 2h30 da madrugada desta segunda-feira, deixou pontos nos bairros Cervejaria, Beira Rio, Generoso e Artur Marinho, sob monitoramento por risco de deslizamento.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros do município, as famílias que corriam risco nessas regiões foram removidas.

Só nos bairros Cervejaria e Beira Rio, cerca de dez famílias foram deslocadas.

Ainda conforme o Corpo de Bombeiros de Corumbá, até as 14h30 de hoje, totalizavam 43 pontos de alagamento.

Até este horário choveu 139 milímetros no município, conforme dados da Infraero.

Só este número é mais que o esperado para o mês em Corumbá, que era de 110 milímetros. Ao todo, em fevereiro, já são 260 milímetros.

Em janeiro já havia chovido bastante em Corumbá. No mês passado, eram esperados 150 milímetros, mas, ao todo, foram 250 milímetros.

Estragos - A chuva que começou durante a madrugada em Corumbá, deixou casas inundadas, ruas alagadas, árvores caídas, deslizamentos e muita destruição.

O Corpo de Bombeiros confirmou ao Campo Grande News que não houve vítimas de problemas trazidos pela chuva.

No bairro Cervejaria, a queda de um muro localizado na parte alta causou deslizamento de terra, atingindo imóveis localizados imediatamente abaixo.

"São seis residências. Dessas, três apresentaram riscos eminentes e foram interditadas. Outras três estão sendo monitoradas. Já conversamos com as famílias, explicando sobre a necessidade de remoção", explicou o gerente da Defesa Civil, tenente Isaque do Nascimento, segundo informações do site da Prefeitura de Corumbá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB