Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 15 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Em ato falho, governador do Rio chama Dilma Rousseff de presidenta Lula

7 Mar 2011 - 08h15Por Agencia Estado

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ao chegar ao sambódromo da Marquês de Sapucaí para o primeiro dia de desfiles do grupo especial das escolas de samba, na noite deste domingo (6), mostrou que ainda não se acostumou com a troca da Presidência da República e, em um ato falho, se referiu à presidente Dilma Rousseff como "presidenta Lula".

O governador falava sobre o roteiro do presidente dos EUA, Barack Obama , que visitará o Rio no dia 20 de março. Na agenda de Obama, segundo Cabral, está uma visita a uma favela que tenha recebido uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), ao Cristo Redentor e a um local ainda indefinido onde o presidente americano fará um pronunciamento.

Questionado sobre a extensão do modelo das UPPs para outros Estados brasileiros, Cabral confundiu-se, sem perceber o erro.

 - A “presidenta Lula” tem dito isso com muito entusiasmo.

Cabral disse estar emocionado por poder "celebrar o carnaval com tantas comunidades pacificadas".

O governador, que torce pela Mangueira, a última escola a desfilar, já na manhã desta segunda-feira (7), prometeu que até o carnaval de 2012 a favela estará pacificada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB