Menu
KAGIVA
segunda, 20 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
ORKUT

Em 7 dias, comunidade contra gafe da Globo com nome de MS tem mais de

28 Jan 2011 - 10h31Por Midiamax.com

Uma comunidade no site de relacionamento Orkut foi criada para protestar contra o erro da novela “Insensato Coração”, que em um diálogo deu a entender que Bonito, a maior riqueza de Mato Grosso do Sul, ficaria no Mato Grosso.

Criada há 7 dias e chamada “Bonito no Mato Grosso?”, a comunidade já tem exatos 3.421 usuários. Na descrição do espaço é demonstrada a revolta da população sul-mato-grossense: “que vacilo da nova novela da Globo dizer que a cidade de Bonito fica no estado de Mato Grosso! É muito triste ver a falta de respeito e cultura de quem escreveu , dirigiu, e contracenou esse absurdo”.

A comunidade ainda questiona como um erro deste ocorra em uma “mega-produção”. Também são discutidos temas na área de “fórum”, como a possível mudança de nome do Estado.

A mudança do nome de Mato Grosso do Sul voltou à pauta depois de uma gafe da Rede Globo, em um diálogo da novela “Insensato Coração” entre as personagens Luciana (Fernanda Machado) e Pedro (Eriberto Leão) que deu a entender que a cidade sul-mato-grossense de Bonito, a mais importante riqueza turística da região, ficaria no Mato Grosso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROPAGANDA ANTECIPADA
Juiz rejeita recurso e mantém multa de R$ 31,5 mil a Odilon por uso de outdoors
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Em 4 anos, Governo Reinaldo entrega mais pontes de concreto do que em toda história do Estado do MS
BONITO - MS
Jogos Escolares 2018 terão início nesta segunda-feira, dia 20 em Bonito
EM MIRANDA - MS - CASO DE POLÍCIA
Donos de casa noturna são presos por estupro coletivo de adolescente em Miranda
STOCK CAR
Vítima atropelada na Stock Car Light permanece no CTI
TJMS
Tribunal de Justiça triplica valor do "auxílio saúde" para juízes e desembargadores
ECONOMIA
Tesouro pagou em julho R$ 602,43 milhões em dívidas de estados
EDUCAÇÃO
Começam hoje inscrições para bolsas remanescentes do ProUni
JUSTIÇA
Ministras do STF conclamam mulheres a buscar igualdade pelo voto
ESTUDANTE DE MEDICINA NO PARAGUAI
Estudante de medicina foi morta com mais de 16 facadas na fronteira; namorado é principal suspeito