Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 16 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca
MEIO AMBIENTE

Devastação do Pantanal representa custo de R$ 19 milhões por ano

9 Nov 2017 - 07h57Por DA REDAÇÃO

O avanço do desmatamento no Pantanal representa alto preço: são R$ 19 milhões por ano ou a média de R$ 1,58 milhão por mês. O cálculo, da WWF-Brasil, considera que 18% da planície pantaneira estão desmatadas e cada hectare tem custo médio de R$ 24 mil ao ano. O dado foi apresentado nesta quarta-feira (dia 8), em São Paulo, durante evento, organizado pela ONG devido ao Dia do Pantanal, comemorado no próximo domingo (12).

O cenário resulta, sobretudo, da pecuária bovina extensiva, segundo o coordenador Programa Cerrado Pantanal do WWF-Brasil, Júlio César Sampaio. "Isso é terrível porque estamos reduzindo a quantidade das populações animais e vegetais podendo haver um sério risco em extinções de espécies, com a perda da biodiversidade e ainda afetando processos que garantem a disponibilidade de água para as populações ", afirmou.

Durante o evento, especialistas em conservação ambiental falaram sobre conservação da fauna e da flora, economia, cultura pantaneira. O problema do desmatamento exige, na avaliação da doutora em Direitos Humanos e Meio Ambiente, Marli Deon Sette, rever a exploração econômica do Pantanal. “É necessário deter o desmatamento no Pantanal por meio de mecanismos econômicos que inibam produções, como a monocultura da soja, a construção de hidrelétricas e o uso de agrotóxicos", considerou.

Para Marli, o Brasil também precisa criar mecanismos para remunerar os proprietários que preservem as riquezas naturais. “Temos que demonstrar que é economicamente mais vantajoso para os proprietários das terras manter a mata do que retirá-la. Um desses mecanismos deveria ser o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA)", propôs.

Júlio César Sampaio reforça que o retorno econômico é maior com a preservação. “O Pantanal fornece aproximadamente R$ 560 bilhões ao ano em serviços ambientais para todo o planeta. Isso seria o que o bioma provê de água, solos produtivos, ar de qualidade, diversidade de peixes, regulação do clima para o globo", afirmou.

"Esse valor econômico do Pantanal não é considerado nas análises de viabilidade de grandes projetos de infra-estrutura, como por exemplo hidrovias e Pequenas Centrais Hidroelétricas que podem causar impactos ainda não compreendidos a todo o ecossistema", completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES
Concursos públicos oferecem 338 vagas com salários de até R$ 12,3 mil
OPORTUNIDADES
Inscrições para vagas com salários de até R$ 3,7 mil se enceram dia 24
CIDADES
Bolsa Família começa a pagar benefício com reajuste
MS
Operação da PF prende suspeitos de golpes via aplicativos de mensagens
POLÍTICA
Cartórios querem revisão dos valores cobrados pelos serviços em MS
GERAL
Inscrições abertas para voluntários músicos no CBMMS
CULTURA
Inscrições para oficinas gratuitas no Centro Cultural começam dia 17 de julho
TRÁFICO
PRF apreende maconha e crack que seriam levados de MS até SP por R$ 7 mil
LOTERIA
Prêmio principal da Mega-Sena acumula mais uma vez
JUSTIÇA
MP investiga site que vende CPF, endereço e outros dados pessoais