Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
segunda, 17 de junho de 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Delcídio em Bonito

Delcídio recebe abaixo-assinado com pedido dos taxistas

2 Abr 2011 - 17h53Por Boni Miranda - Bonito Informa

Os taxistas de Bonito entregaram neste sábado (2) ao senador Delcídio do Amaral durante a visita realizada á cidade para assinatura do convênio entre a prefeitura do município e a Petrobrás, um abaixo-assinado no qual pedem a revisão do decreto estadual n. 9234, de 12 de novembro de 1998, assinado pelo então governador Wilson Barbosa Martins.

De acordo com o documento, o decreto impede que os taxistas do interior se desloquem fora dos seus municípios, inclusive para a capital, Campo Grande.

O pedido entregue ao senador menciona ainda que taxistas de Bonito já foram presos e tiveram seus veículos multados ou apreendidos. A fiscalização é feita pela Agepan.

O documento é finalizado com a frase: “Queremos ter o direito de ir e vir” e é assinado por 11 taxistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo do MS assina nesta terça 'Decola MS', programa vai ampliar voos em BONITO e demais cidades
OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura abre inscrições para dois processos seletivos
BONITO - MS - AÇÕES NO RIO FORMOSO E RIO DA P
Governo do MS anuncia que vai realizar megaoperação para salvar águas cristalinas de Bonito (MS)
JARDIM - MS - POLÍCIA
Suspeito de assalto é atropelado por viatura da PM e morre na delegacia em JARDIM (MS)
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
CASO DE POLÍCIA
Rapaz de 22 anos é encontrado em matagal ferido com 20 facadas em cidade do MS
MATO GROSSO DO SUL - SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas em MS
FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO
BONITO (MS): Festival traz espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
ELEIÇÕES 2020
Rose Modesto admite interesse em disputar prefeitura de Campo Grande, mas nega acordo com o MDB
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados