Menu
KAGIVA
segunda, 25 de junho de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Defensores públicos lançam campanha sobre direitos das crianças e adolescentes

12 Mai 2011 - 07h13Por Agência Brasil

Uma cartilha assinada pelo cartunista Ziraldo será a principal ferramenta usada por defensores públicos para falarem a crianças e adolescentes sobre seus direitos e, especialmente, sobre como usar os serviços da Defensoria Pública.

A campanha, lançada hoje (11) à tarde, em uma escola pública do Ceará, ocorrerá simultaneamente em todo o país, com foco em comunidades carentes. A ideia é que os temas da cartilha sejam trabalhados pelos defensores em escolas públicas, centros comunitários, centros de referência e assistência social e demais espaços públicos de apoio a crianças e adolescentes.

“A cartilha é muito importante, mas o mais importante é a aproximação que será feita entre defensores e crianças, que irradiam o conhecimento para seus familiares e a comunidade onde vivem. Queremos falar sobre trabalho escravo, exploração sexual, temas que, infelizmente, ainda são realidade no país”, explicou o presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep), André Castro.

Foram tiradas 50 mil cartilhas na primeira impressão, e a entidade aguarda parcerias para imprimir novos exemplares. “Essas devem acabar logo na primeira semana”, estimou Castro.

Segundo o presidente da Anadep, a maioria dos 5.200 defensores públicos do país estará envolvida no projeto. Ficarão de fora os estados de Goiás, Santa Catarina e Paraná, que não têm defensorias públicas. O Paraná aprovou ontem (10) lei que cria o órgão no estado.

“Os estados que ainda não têm defensoria pública sofrem com a má vontade política e com a falta de compromisso de cumprir o que a Constituição determina ”, afirmou o presidente da Anadep. A Constituição Federal afirma, em seu Artigo 5º, que o Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos.

A campanha de aproximação com crianças e adolescentes faz parte do Plano Nacional de Educação em Direitos, desenvolvido desde 2009 pelos defensores públicos. No primeiro ano, o tema foi a própria Defensoria Pública e, em 2010, foi abordado o direito à moradia. “Muitas pessoas ainda desconhecem que têm direito à assistência jurídica gratuita e, com o plano, pretendemos mostrar que estamos prontos a atendê-las.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - CULTURA
Bonito recebe 4ª edição da Feira Literária
BONITO - MS - AÇÃO DA 1ªCIPM/CPA-3
Polícia Militar recaptura foragido da justiça durante ação na madrugada em Bonito (MS)
PANTANAL
União reconhece situação de emergência em áreas inundadas no Pantanal
EMPREGOS
Exército abre vagas para músicos no 17º Batalhão de Fronteira
CRIME ORGANIZADO
PF faz operação contra célula do PCC em Mato Grosso do Sul e mais quatro estados
EXPANSÃO PARAGUAI
Obras públicas paraguais terão continuidade com mudança de governo
IVINHEMA
Veículo capota na MS-276 após condutor dormir ao volante
LEILÃO DO GOVERNO DO MS
Governo leiloa 43 lotes de veículos e sucatas nesta terça-feira, confira o edital
CAMPO GRANDE E JARDIM
Uems abre concurso para professores efetivos em Campo Grande e Jardim
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Padrasto acerta murro na boca de criança ao tentar agredir esposa