Menu
KAGIVA
quinta, 13 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC

Decretado estado de emergência na região pantaneira de Corumbá

23 Mar 2011 - 15h37Por Midiamax

Após 450 mm de chuva, de janeiro a março de 2011, foi decretado nesta quarta-feira (23), em Diário Oficial, Estado de Emergência na região pantaneira do Município de Corumbá, afetada por enchentes ou inundações graduais.

Pesquisadores da Embrapa Pantanal, contabilizam os prejuízos da enchente que já atingiu várias fazendas, deixando alguns animais isolados e obrigando outros a fazer o remanejamento de urgência.

Segundo o pesquisador Urbano Gomes de Abreu, já é estimado R$ 200 milhões em perdas diretas na agropecuária de Mato Grosso do Sul. Ele que explica que as perdas diretas incluem principalmente a perda de peso do gado, mortalidade e diminuição de produtividade. Ainda existem as perdas indiretas, com deslocamento de gado, arrendamento de pasto, infraestrutura das fazendas, entre outros prejuízos.

O decreto de emergência tem validade de 90 dias e visa auxiliar o município afetado pela chuva a solucionar os problemas e arrecadar recursos para os prejuízos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - TROFÉU PIRAPUTANGA
Em grande estilo, Troféu Piraputanga valoriza apoiadores do turismo e empresários de Bonito (MS)
CIDADES
Secretários: Felipe na Fazenda, Murilo Infraestrutura e Resende na Saúde
BONITO - MS
Prefeitura doa área para prédio da Polícia Militar Ambiental em Bonito
CÊ ACREDITA - E NÃO É FAKE
Mãe tenta vender virgindade da filha de 13 anos na Internet por quase R$ 100 mil reais
BONITO - MS - MAIS MELHORIAS
Vereadores entregam reivindicações ao governador Reinaldo durante entrega de obras em Bonito (MS)
BONITO - MS - POPULAÇÃO NA RUA
População clama pela preservação dos rios em Bonito (MS)
LOTERIA
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
BONITO E JARDIM
Ações de preservação de rios tem custo estimado em R$ 10 milhões
CIDADES
Investigação em MS leva a prisão de grupo no RS que aplicava golpes do seguro
SAÚDE
De 115 vagas para o Mais Médicos em MS, 35 foram preenchidas; 20 cubanos inscreveram-se para ficar