Menu
mutantes
quarta, 20 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Cortes de gastos têm reduzido operações da Polícia Federal, dizem entidades de classe

16 Ago 2011 - 16h34Por Agência Brasil

Os cortes de gastos feitos pelo governo têm levado à redução das operações da Polícia Federal (PF), entre elas a Arco de Fogo, destinada a combater o desmatamento ilegal na Amazônia. De acordo com a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (Fenadepol), o orçamento do Fundo para Aparelhamento e Operacionalização das Atividades-Fim da Polícia Federal (Fenapol), previsto inicialmente em R$ 479 milhões, foi reduzido em 28%.

"O desmatamento na Amazônia aumentou entre agosto de 2010 e abril deste ano, na comparação com o período anterior. Isso é reflexo direto desses cortes", disse o presidente da Fenadepol, Antônio Góis.

Gastos com diárias, transporte, hospedagem e alimentação de policiais federais em missão ou operações oficiais, custeados pelo fundo, foram limitados a R$ 58 milhões este ano – uma redução de cerca de 35% em relação aos R$ 89,8 milhões utilizados em 2010. Segundo Góis, em função disso, a PF está reduzindo o deslocamento de policiais em operações.

Em 2010, a Coordenação de Administração da Polícia Federal, responsável pelas grandes operações, gastou R$ 6,34 milhões em diárias. Este ano, foram gastos, até o momento, R$ 489 mil. “Ou seja, 13 vezes menos. Somando as unidades orçamentárias, o órgão sofreu redução de um terço de seu orçamento, o que representa cerca de R$ 281 milhões por ano”.

Em nota, o presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Bolivar Steinmetz, disse que a Polícia Federal está sofrendo com a agenda econômica do governo. "Infelizmente, o governo não enxerga a Polícia Federal como um investimento. O maior prejudicado com o contingenciamento na PF é o próprio Estado", adverte o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Hélio Buchmüller.

Procurada pela Agência Brasil, a PF informou, por meio de sua assessoria de comunicação, que não comenta assuntos relativos à questão orçamentária, e que as associações classistas "estão exercendo seus direitos democráticos". 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Justiça confirma proibição da venda de agrotóxicos no Mercado Livre
SEM DEFESA
Advogada ameaça suicídio e júri é suspenso com réu sem defesa em MS
SUPERLUA
Maior superlua em 2019: o fenômeno astronômico que ocorre nesta terça-feira
AGRICULTURA
Em MS, Iagro e SES enfrentam venda e uso irregular de agrotóxicos na agricultura
MÚSICA
João Carlos Martins passa por cirurgia para tratar dor e tem movimento da mão reduzido
CIDADES
'Ganhei um presente embalado', diz mãe de bebê que nasceu dentro da bolsa amniótica
POLÍTICA
Nelsinho Trad é eleito coordenador da bancada de MS em Brasília
POLÍCIA
Tarado que tentou estuprar mulheres é procurado em cidade de MS
BONITO INFORMA TV
Fórum Municipal de Cultura de Bonito convoca comunidade para reunião sobre 20º Festival de Inverno
SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde está atendendo hoje em Bonito