Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
segunda, 17 de junho de 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO

Corrupção: mais de 3 mil servidores federais foram expulsos nos últimos 8 anos

4 Mar 2011 - 17h26Por Agência Brasil

De janeiro de 2003 a fevereiro de 2011, 3.022 servidores foram expulsos da administração pública federal por envolvimento em práticas ilícitas. No total, 2.589 foram demitidos, 252 foram destituídos de cargos em comissão e 181 tiveram aposentadorias cassadas.

Segundo levantamento divulgado hoje (4) pela Controladoria-Geral da União (CGU), o principal motivo das expulsões nos últimos oito anos foi valer-se do cargo para obtenção de vantagens, com 1.604 casos, o que representa 33,17% do total. A improbidade administrativa teve 959 casos (19,83%) e o recebimento de propina somou 294 casos (6,08%).

A intensificação do combate à impunidade na administração pública federal é uma das diretrizes do trabalho da Controladoria-Geral da União, que coordena o Sistema de Correição da Administração Pública Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo do MS assina nesta terça 'Decola MS', programa vai ampliar voos em BONITO e demais cidades
OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura abre inscrições para dois processos seletivos
BONITO - MS - AÇÕES NO RIO FORMOSO E RIO DA P
Governo do MS anuncia que vai realizar megaoperação para salvar águas cristalinas de Bonito (MS)
JARDIM - MS - POLÍCIA
Suspeito de assalto é atropelado por viatura da PM e morre na delegacia em JARDIM (MS)
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
CASO DE POLÍCIA
Rapaz de 22 anos é encontrado em matagal ferido com 20 facadas em cidade do MS
MATO GROSSO DO SUL - SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas em MS
FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO
BONITO (MS): Festival traz espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
ELEIÇÕES 2020
Rose Modesto admite interesse em disputar prefeitura de Campo Grande, mas nega acordo com o MDB
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados