Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
segunda, 18 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC

Correios deixam de entregar 5,3 milhões de encomendas

15 Set 2011 - 08h31Por Folha.com

O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, afirmou que a greve dos funcionários da empresa iniciada nesta quarta-feira impediu a entrega de 5,3 milhões de encomendas.

Em entrevista, Pinheiro, lamentou o movimento grevista e deixou claro que só irá negociar se os funcionários voltarem ao trabalho. De acordo com a ECT, a paralisação atinge, em média, 32% do efetivo total da empresa dos 110 mil empregados, chegando a 40% em alguns setores.

Diariamente, os Correios entregam cerca de 35 milhões objetos.

Pinheiro afirmou que a oferta dos Correios representa um aumento salarial final de 13% para 64.427 empregados. O presidente da estatal disse ainda que os Correios assinaram dois acordos de PLR relativos a 2010 e 2011. Em recente concurso público, a ECT selecionou quase 10 mil trabalhadores. Segundo a empresa, mais de 2.000 já foram contratados e o restante estará trabalhando até novembro.

Os trabalhadores reivindicam aumento salarial de R$ 400 a partir de janeiro para todos, independentemente do salário, reposição da inflação calculada em 7,16% e mais 24,76% referentes a perdas acumuladas desde 1994.

Com a paralisação de hoje, os Correios suspenderam os serviços Sedex 10, Sedex Hoje e Disque-Coleta, por se tratar de serviços com horário marcado.

"A empresa já colocou em operação um plano de contingência, com contratação de recursos, realocação de empregados e realização de horas-extras, para minimizar os prejuízos à população", informou, por meio de nota.

ADESÃO

Segundo Saul Gomes da Cruz, um dos integrantes do comando de negociação da Fentect, a adesão já chega a 82% no setor de operações. Considerando todo o quadro, inclusive o administrativo, chegaria a 70% dos 110 mil funcionários.

Ele lembra que as negociações foram iniciadas em julho e que, em outras paralisações, já houve ameaças como a de hoje. "A greve é legal e vamos mantê-la", disse.

O sindicalista afirma que as correspondências postadas em agências franqueadas, que continuam funcionando, "não vão chegar ao destino". Ninguém vai coletar", diz. Apenas serviços essenciais como entrega de remédios e de telegrama de concursos, completa, foram mantidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Combate a hanseníase: Carreta da Saúde segue por MS e estaciona em Jardim
GERAL
Em MS, 54 mil trabalhadores nascidos em março e abril podem sacar o PIS a partir de quinta-feira
POLÍCIA
PM cumpre dois mandados de prisão e recaptura um evadido do Sistema Prisional em Guia Lopes
POLÍCIA
Polícia Militar apreende 35 pacotes de cigarros contrabandeados em Nioaque
BONITO - MS - SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde atende amanhã em Bonito
GERAL
Municípios interessados em sediar eventos da Fundesporte devem apresentar propostas até 1º de março
DEFESA SANITÁRIA
Em MS, médicos veterinários cadastrados para coleta de mormo recebem capacitação
ESPORTES
FCMS e Fundesporte abrem inscrições para o primeiro curso de Arbitragem em Canoagem do MS
CULTURA
Músicos lamentam a morte de Dino Rocha, o Rei do Chamamé
CASO DE POLÍCIA NO MS
Em MS, adolescente de 16 anos se tranca em quarto e mata filha de 21 dias sufocada