AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 24 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
CLINICA_RITH
1 de Maio de 2011 19h07

Corinthians vence Palmeiras nos pênaltis e enfrenta o Santos na final do Paulistão

Folha.com

Depois de empate por 1 a 1 no tempo normal em jogo tenso, o Corinthians derrotou o Palmeiras nos pênaltis neste domingo, por 6 a 5, no estádio do Pacaembu, pela semifinal do Campeonato Paulista, e garantiu uma vaga na decisão do Estadual.

O erro de João Vitor nas penalidades foi fatal para o Palmeiras. Agora, o time alvinegro, que teve 100% de aproveitamento nas cobranças, vai encarar o Santos na final, em duas partidas. A equipe treinada por Muricy Ramalho bateu o São Paulo no sábado, por 2 a 0.

O primeiro tempo foi muito nervoso e de pouco futebol. O zagueiro Danilo foi expulso aos 23min do primeiro tempo por entrar forte em uma dividida com Liedson, que não recebeu nem mesmo o amarelo. O técnico Luiz Felipe Scolari também foi expulso na primeira etapa.

Depois do intervalo, as equipes decidiram jogar. Aos 7min, o zagueiro Thiago Amaro, que entrara no lugar de Valdivia, substituído por se contundir após dar o drible "chute no vácuo", abriu o placar de cabeça. Aos 17min, o atacante Willian, também de cabeça, deixou tudo igual.

O JOGO

A partida começou quente, como um clássico pede. Mas não como o torcedor gosta. Isso porque o contato físico e as faltas deram o tom no início. Com três minutos de jogo, Kleber já tinha um cartão amarelo por empurrar Leandro Castán.

Mas o Palmeiras percebeu que esse não era o jogo certo. Foi aí que apareceu Valdivia. Aos 10min, o chileno teve a primeira chance de gol quando chutou de fora da área, Júlio César espalmou e Luan não conseguiu aproveitar no rebote.

Três minutos depois, Valdivia arriscou novamente de fora da área e parou em mais uma defesa do goleiro corintiano. Mas tudo mudou a favor do Corinthians em dois lances. Primeiro, Valdivia deu o drible "chute no vácuo", sentiu a perna e pediu substituição --o zagueiro Leandro Amaro entrou em seu lugar.

Depois, Danilo entrou forte em uma dividida com Liedson e recebeu o cartão vermelho. O atacante corintiano não foi punido, apesar do pedido dos jogadores do Palmeiras. Pra piorar a situação, o técnico Luiz Felipe Scolari também foi expulso por reclamação.

O primeiro tempo terminou aí para a equipe alviverde, que não conseguiu mais incomodar Júlio César. Mesmo com um jogador a mais, o Corinthians também não criou grandes chances para abrir o placar. A bola não chegou a Liedson e Dentinho no ataque.

O Palmeiras voltou com mais vontade no segundo tempo e, mesmo em desvantagem numérica em campo, pressionou o adversário. Aos 6min, Marcos Assunção quase marcou em uma cobrança de falta, mas Júlio César evitou.

No escanteio, o time alviverde abriu o placar. O zagueiro Thiago Amaro subiu mais alto que a defesa adversária e cabeceou para as redes. Tite não demorou muito para mudar: colocou Ramirez e Willian nos lugares de Dentinho e Alessandro. Deu certo.

Jogadores disputam bola durante clássico entre Palmeiras e Corinthians, no estádio do Pacaembu

Aos 17min, Willian aproveitou escanteio e cabeceou após indecisão de Deola. Zagueiro palmeirense ainda tentou tirar em cima da linha, mas o árbitro confirmou o gol, que recolocou o time alvinegro na partida.

Mas faltou organização no meio de campo para criar. Foram poucas finalizações. Liedson estava sumido, assim como Bruno César, que acabou substituído por Morais. O Palmeiras chegou com Marcos Assunção, que acertou o travessão em uma cobrança de falta. Com o empate, o jogo foi para os pênaltis.

Kleber, Marcos Assunção, Márcio Araújo, Luan e Thiago Heleno fizeram para a equipe alviverde. João Vitor parou em Júlio César. Chicão, Willian, Fábio Santos, Leandro Castán, Morais e Ramírez marcaram e garantiram o Corinthians na final do Paulista.

Comentários
Veja Também
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
Últimas Notícias
  
dothshop
ANUNCIE AQUI
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.