Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 19 de setembro de 2018
KAGIVA
Busca

Corinthians e Santos fazem jogo morno e não saem do zero

9 Mai 2011 - 07h12Por Folha.com

No duelo entre o maior campeão paulista da história e o último vencedor do Estadual, Corinthians e Santos empataram sem gols no Pacaembu no primeiro duelo da decisão em um jogo insosso e que em nada lembrou uma final.

Agora, quem vencer na Vila Belmiro, no próximo domingo, será o campeão. Se houver um novo empate, os pênaltis decidirão o campeão. Para esta partida, o Santos não terá Paulo Henrique Ganso.

O começo foi marcado pela forma com que o Corinthians adiantou seu trio ofensivo formado por Jorge Henrique, Liedson e Dentinho. Os três marcavam a saída de bola santista, impedindo que Elano e Ganso não conseguissem armar as jogadas de ataque.

Com o passar do tempo, o time voltou a apresentar o seu grande problema da temporada, a falta de criatividade na hora de penetrar nas defesas adversárias. O defeito só não foi acentuado por causa da falta de ganância santista, que não conseguia ficar com a bola no campo de ataque e devolvia para o Corinthians.

O jogo, que foi morno, teve um minuto de bom futebol, quando o talento individual de Neymar e de Bruno César apareceu. Aos 23min, o camisa 11 santista invadiu a área, passou por Wallace e chutou na trave.

Na sequência, o 10 corintiano enfileirou a zaga adversária, mas na hora de marcar um golaço, pegou embaixo demais da bola e ela saiu por cima do gol de Rafael. Depois disso, a partida voltou a ficar monótono. Somente no fim do primeiro tempo, o Corinthians ameaçou pressionar de novo. Mas ficou só na ameaça mesmo.

O grande fato foi a contusão de Paulo Henrique Ganso, que sentiu uma lesão na coxa direita. Alan Patrick voltou no lugar do maestro santista no segundo tempo. Para piorar a situação da equipe da baixada, Ganso não deverá jogar no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, na próxima quarta-feira, contra o Once Caldas, em Manizales, na Colômbia.

Na volta do jogo, o Corinthians teve uma boa chance com Bruno César. Só que o Santos cresceu, foi para cima e teve duas ótimas oportunidades. Sem Ganso em campo, Neymar assumiu a responsabilidade. Aos 8min, ele achou Danilo na área.

O volante tocou por cobertura na saída de Júlio César, mas Chicão salvou em cima da linha. Um minuto mais tarde, ele mesmo resolveu encarar a zaga corintiana. Passou por dois, tabelou com Alan Patrick e soltou uma bomba no travessão.

O Corinthians sentiu. Tite viu que era necessário mudar para manter o nível e o gás da equipe. Entraram Willian e Morais nos lugares de Dentinho e Bruno César, respectivamente. Na base da vontade, o time comandado por Tite cresceu. E teve boas chances para marcar, mas faltou qualidade na hora das conclusões.

O Santos se limitava a ficar na defesa, evitando desgastes desnecessários. E, quando tinha a bola, a entregava para Neymar, para que ele resolvesse.

Mas nem a vontade corintiana apresentado nos minutos finais da partida e nem a qualidade santista foram suficientes para que uma das duas equipes balançasse as redes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - DESUMANIDADE
Após acidente, pessoas ignoram vítima fatal e roubam carga de abacaxi em Dourados
BABADO DOS FAMOSOS
Anitta recebe ameaças ao seguir amiga nas redes sociais que vota em Jair Bolsonaro
BONITO - MS - FOTOS SESSÃO DA CÂMARA
Confira as fotos da sessão da Câmara desta terça-feira em Bonito (MS)
SEGUNDO O IBGE
Falhas no saneamento causam surtos de doenças em 26 cidades de MS
GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo de MS abrirá 10 concursos públicos para PM e Bombeiro
CIDADES
Fotógrafo que perdeu voo por atraso guarda registros há 44 anos da maior tragédia aérea de MS
TECNOLOGIA
Instagram lança botão para compras de usuários pelo stories da rede social
POLÍTICA
Com renúncias e mudanças, disputa eleitoral em MS envolve 509 candidatos
CIDADES
Polícia prende quadrilha que roubava caminhões e levava para o Paraguai
GERAL
Mega-Sena acumula e deve pagar prêmio de R$ 17 milhões nesta quinta