TASS_BONITO
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 13 de Dezembro de 2017
KAGIVA
DELPHOS_FULL
28 de Março de 2011 12h02

Consumidor de baixa renda deve se recadastrar para ter desconto na luz

Boni Miranda / Bonito Informa

Ao menos, 21,5 milhões de consumidores de baixa renda podem deixar de receber o desconto na conta de luz até o fim do ano.

É que, para manter a redução tarifária, os clientes são obrigados a se recadastrar até dezembro nas distribuidoras, mas até agora poucos tomaram tal providência, segundo dados das empresas.

Uma lei aprovada no ano passado determina que o benefício deve ser concedido ao consumidor que apresentar o NIS (Número de Inscrição Social), documento dado por prefeituras e que serve de cadastro para o Bolsa-Família e outros programas.

O problema é que a adesão ao recadastramento ainda é muito pequena nas grandes distribuidoras do país.

No grupo CPFL (oito empresas, com 6,7 milhões de consumidores), apenas 9% fizeram o procedimento até agora. Muitas casas localizadas na área de concessão da empresa, na Baixada Santista, são utilizadas apenas nos finais de semana. Esses clientes têm baixo consumo, mas não são atendidos por programas sociais.

A fluminense Light, que possui 3,9 milhões de consumidores, estima que 200 mil consumidores dos 600 mil que contam com o benefício vão fazer o recadastramento, até agora apenas 30 mil apresentaram o NIS.

No caso da mineira Cemig (7 milhões de clientes), 600 mil pessoas já fizeram o procedimento, dos 2,4 milhões de clientes favorecidos pela tarifa social.

"Poucas pessoas têm conhecimento do benefício. Fizemos o aviso na conta, mas só quando o cliente notar o aumento na fatura vai nos procurar", diz Marco Vilela, superintendente comercial da Light.

Comentários
Veja Também
TASS_300
Últimas Notícias
  
bonito_celular
conde_foto
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.