Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
quinta, 21 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Com indicação questionada, Marisa assume nesta segunda como conselheira do TCE-MS

27 Jun 2011 - 07h28Por Midiamax - Eduardo Penedo

A senadora Marisa Serrano (PSDB) será empossada hoje, às 9 horas, no cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE/MS). Ela assume com a possibilidade de perder o cargo caso do deputado Antonio Arroyo (PR) entre com ação para impugnar a indicação da tucana ao cargo.

Arroyo era adversário de Marisa, mas, na contagem feita pela Mesa Diretora, perdeu a disputa por 20 votos a sete. A eleição foi realizada na manhã de quarta-feira (15). A dúvida de Arroyo tem a ver com o número de votos que ele recebeu na eleição.

O parlamentar conquistou sete votos favoráveis, dois contra e teve 15 votos em branco dos parlamentares. E são esses votos em branco que motivaram a discórdia sobre a eleição de Marisa.

Pela regra do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), segundo apoiadores do republicano, ele seria eleito porque o voto em branco não é tido como voto válido. O deputado estadual Marquinhos Trad, do PMDB, aliado de Arroyo, foi o primeiro a contestar. “Se ele [Arroyo] entrar na Justiça conquista a vaga”, disse empolgado o parlamentar. No entanto, o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, do PMDB, discordou do questionamento.

Para ele, regra do TRE, é uma e a do regimento interno da Assembleia, outra. Para desprezar a interpretação de Marquinhos Trad, Jerson citou o parágrafo segundo do artigo 217 do Regimento da Assembleia, que diz: “os votos em branco só serão computados para efeito de quórum”. A reportagem tentou entrar em contato com Arroyo para saber se ele entrou ou não com a ação para impugnar Marisa, no entanto, o celular o parlamentar estava desligado.

Arroyo informou no dia (15) que iria viajar com a família. Ele explicou ainda que consultou alguns advogados constitucionalistas para saber quais seria a forma correta de entrar com uma ação. Arroyo tem até 120 dias para entrar com uma liminar na Justiça para que Marisa não exerça o cargo de conselheira.

Até às 17 horas de quarta-feira (22) não havia sido protocolizado nenhuma ação em nome de Arroyo no Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.

Marisa Serrano é a segunda mulher a ocupar o cargo de conselheira em 31 anos de existência da Corte de Contas, em substituição à conselheira Celina Jallad que faleceu em fevereiro deste ano, tendo permanecido apenas 90 dias no cargo.

A tucana é autora da Proposta de Emenda Constitucional 25/2009, em tramitação no Senado, que dá nova redação aos artigos 71 e 75 da Constituição Federal, com o objetivo de atribuir legitimidade ativa aos Tribunais de Contas para ajuizar ações de execução fundadas em suas próprias decisões dotadas de eficácia de título executivo, dando maior autonomia e eficácia à atuação das Cortes de Contas.

Biografia

 Formada em Letras e Pedagogia, a senadora ocupou os cargos de professora, supervisora, diretora de escola, Secretária Municipal de Educação de Campo Grande e Secretária Estadual de Educação. Além disso, dirigiu a Delegacia do Ministério da Educação –MEC- no Estado, ajudando a reconhecer 54 cursos superiores e liberando recursos para a instalação de 16 escolas agrícolas.

Participou da fundação da Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar – OMEP/BR/MS - e foi Presidente Estadual e Vice-Presidente Nacional da organização. Sua carreira política teve início em 1977, tendo sido eleita vereadora mais votada em Campo Grande. Em 1994 elegeu-se deputada federal, sendo reeleita em 1998.

Nesse período, participou da redação final da Lei de Diretrizes e Bases da Educação e da elaboração do Plano Nacional de Educação – PNE. Ocupou por dois anos (2000-2002) a presidência do PARCUM - Parlamento Cultural do Mercosul, tendo criado o curso de mestrado em Gestão de Política Cultural que funciona na Universidade de Palermo, Buenos Aires, Argentina, atendendo a estudantes oriundos de todo o bloco Mercosul.

No período de 2001-2002, ocupou a presidência da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia do PARLATINO- Parlamento Latino Americano, que congrega parlamentares (deputados e senadores) de 27 países, quando deu impulso a elaboração do Plano de Educação para a Integração da América Latina e Caribe, que recebeu Moções de Apoio de diversos parlamentos.

Foi eleita Presidente do Secretariado Nacional do PSDB/Mulher 2002 e reeleita em 2003, promovendo diversos projetos visando garantir a participação igualitária da mulher na política partidária. De 1999 a 2001 foi membro da Executiva Nacional do PSDB e de 2000 a 2004 ocupou a Presidência do Diretório Estadual do PSDB, fortalecendo o partido e ampliando a participação das mulheres no diretório estadual e municipais. Em 2002, Marisa disputou o Governo do Estado.

Em 2004, foi eleita vice-prefeita de Campo Grande. Em 2006 tornou-se a primeira mulher a se eleger para uma cadeira do Senado em Mato Grosso do Sul, com mandato até 2015. Também foi vice-presidente da Executiva Nacional do PSDB.

Ocupava no Senado, até recentemente, as funções de vice-presidente da Comissão de Educação e presidente da Subcomissão Permanente da Água. Nesta Legislatura, foi membro titular das comissões: Educação, Cultura e Esportes; Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle; Assuntos Sociais e da Subcomissão Permanente de Assuntos Sociais das Pessoas com Deficiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança