Menu
mutantes
quinta, 21 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Cientistas desenvolvem teste que pode determinar tempo de vida

17 Mai 2011 - 09h06Por Terra

Um teste de DNA que aponta o quanto uma pessoa irá viver estará à venda ainda neste ano na Grã-Bretanha. O preço será em torno de 435 libras. 

O experimento é baseado em uma análise do comprimento dos telômeros de cada pessoa - estruturas nas extremidades dos cromossomos. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Críticos alegam que a nova tecnologia abrirá uma "caixa de Pandora", pois temem que as empresas de seguro podem demandar a realização do teste antes de fechar algum contrato. Entretanto, os cientistas dizem que o teste pode fornecer informações vitais de desordens relativas à idade, doenças cardiovasculares até Alzheimer e câncer.

O experimento calcula o tamanho do comprimento dos telômeros de cada pessoa. Um telômero de curto comprimento está relacionado a uma morte biológica mais precoce que um telômero maior. Porém, o teste não pode prever o exato número de meses e anos que uma pessoa ainda tem de vida, já que a genética não é o único fator determinante na morte de uma pessoa. Os cientistas acreditam que a nova tecnologia vai se generalizar dentro dos próximos 5 ou 10 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança