Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
domingo, 17 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC

Cientistas descobrem planeta de diamante a 4 mil anos-luz da Terra

29 Ago 2011 - 14h46Por Revista Veja online

Uma equipe internacional de astrônomos descobriu um planeta provavelmente formado por diamantes, orbitando um pulsar, a quatro mil anos-luz da Terra. A novidade foi anunciada nesta sexta-feira pela Organização para a Pesquisa Industrial e Científica da Comunidade da Austrália (CSIRO).

O planeta parece ser composto principalmente por carbono e oxigênio, além de hidrogênio e hélio. Com 60.000 quilômetros de diâmetro, aproximadamente cinco vezes o da Terra, o astro tem uma característica muito particular: densidade ligeiramente maior que a de Júpiter. Segundo os pesquisadores, liderados pelo professor Matthey Bailes, da Universidade Swinburne, na Austrália, boa parte do planeta pode ser similar a um diamante, que é a forma que o carbono assume sob alta pressão.

A descoberta do planeta ocorreu depois que a equipe avistou o pulsar com a ajuda do radiotelescópio da CSIRO, a 357 quilômetros de Sydney, na Austrália. Os pesquisadores continuaram a investigação com os telescópios de Lovell (Grã-Bretanha) e Keck (Havaí, EUA) e notaram que os sinais do pulsar eram sistematicamente alterados pelo que podia ser a força da gravidade de um planeta.

O planeta de diamante forma um sistema binário com um pulsar, orbitando a estrela de nêutrons (batizada PSR J1719-1438) a cada duas horas e dez minutos. Os objetos estão separados por cerca de 600.000 quilômetros e estão localizados na Constelação da Serpente. "Apesar de raro, este planeta comprova o que já sabemos sobre como estes sistemas binários funcionam", afirma Michael Keith, astrônomo do CSIRO.

Pulsares

Os Pulsares são estrelas de nêutrons de pequeno tamanho, alta densidade e forte campo gravitacional (2 x 10¹¹ maior que o da Terra). São os resultados de explosões de supernovas. Quando uma estrela com massa entre quatro e oito vezes a do Sol termina de queimar o seu ‘combustível’, ela explode. Como resultado, a região central entra em colapso, de forma que prótons e elétrons se combinam para formar nêutrons. Os pulsos de ondas de rádio emitidos por elas podem ser captados pelos telescópios

Sistemas binários

Sistemas binários são pares de corpos celestes (podem ser planetas, estrelas, ou qualquer outro corpo) ligados gravitacionalmente, que orbitam um centro de massa comum. Astrônomos se interessam especialmente por sistemas binários de estrelas porque a influência que uma exerce sobre a outra pode revelar fenômenos que não seriam observáveis em estrelas isoladas

Deixe seu Comentário

Leia Também

SURTO DE DENGUE NO MS
Primeira morte por dengue é confirmada em cidade do MS
VOLTA ÀS AULAS NO MS
230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira
VOCÊ É DE ACORDO?
Vereador veterinário Francisco quer microchipar cães e gatos em Campo Grande
BONITO - MS - OS CAMPEÕES
Bonito (MS): Sob forte calor, Mountain Bike e Duathlon fecham o Bonito Cross, Confira os ganhadores
CARNAVAL NO RIO DE JANEIRO
Descalça, sob chuva e com beijo, Ellen Rocche ensaia em SP, VEJA FOTOS
MINIBOLT - VEJA VÍDEO
MiniBolt, menino de 7 anos está chocando o mundo com sua velocidade espantosa, VÍDEO
DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas