Menu
KAGIVA
quinta, 16 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Céu nublado fez seres humanos desenvolverem cérebros maiores

27 Jul 2011 - 17h04Por Estadão.com

Pessoas que viveram no hemisfério norte desenvolveram cérebros maiores e olhos grandes para ajudá-los a lidar com os longos e escuros invernos e céus sombrios, explicaram cientistas nesta quarta-feira.

Pesquisadores da Universidade de Oxford estudaram os globos oculares e a área do cérebro de 55 crânios humanos de doze povos diferentes de várias partes do mundo e descobriram que quanto mais distante da linha do Equador, maior é o cérebro.

Isso não significa que eles são mais espertos, mas sim que eles precisam de áreas de visão maiores no cérebro para compensar o nível baixo de luminosidade nas grandes latitudes, revelaram os cientistas em um artigo publicado na revista Biology Letters.

"Ao se afastar do Equador, há menos luz disponível, então os humanos tiveram que desenvolver olhos maiores", disse Eiluned Pearce da Escola de Antropologia de Oxford, principal autor do estudo. "Os cérebros deles também precisavam ser maiores para lidar com a capacidade visual extra. Ter cérebros maiores não quer dizer que as pessoas são mais espertas, apenas significa que elas precisam de cérebros maiores para serem capazes de enxergar melhor onde elas vivem."

Os crânios utilizados no estudo datam do século 19 e incluem populações nativas da Inglaterra, Austrália, Ilhas Canárias, China, França, Índia, Quênia, Micronésia, Escandinávia, Somália, Uganda e Estados Unidos.

Os pesquisadores avaliaram as áreas dos globos oculares e das cavidades cerebrais e a latitude do ponto central dos países de cada indivíduo e descobriram que os tamanhos dos olhos e cérebros podem estar diretamente ligados à latitude do país.

Robin Dunbar, que também trabalhou na pesquisa, disse que os resultados mostram a rapidez com que os seres humanos evoluíram para se adaptarem aos desafios de seus hábitats.

"Os humanos só viveram em altas latitudes na Europa e Ásia por algumas dezenas de milhares de anos, ainda assim, parece que eles adaptaram a visão extremamente rápido em relação aos céus nublados, clima ruim e longos invernos," ele disse.

Os pesquisadores disseram que ao mensurar a cavidade onde fica o cérebro, o estudo sugeriu que os maiores cérebros pertencem aos povos que viveram na Escandinávia e os menores pertenciam àqueles que viviam na Micronésia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - ATENÇÃO MÃES
Dia 'D' contra poliomielite e sarampo será neste sábado em Bonito (MS)
BONITO - MS - NAS ESTRADA VICINAIS
Agesul e prefeitura recuperam 120 Km de estradas vicinais em Bonito (MS)
BONITO - MS
Incêndio de grandes proporções destrói imóvel do Instituto Internacional Visão de Vida de Bonito
ELEIÇOES 2018 NO ESTADO
Renúncia de Chaves abre crise e tensão na campanha de Odilon
COMPORTAMENTO
Colégio Militar pula página com foto de gays para não falar de homossexualidade
CULTURA
Aniversário de 100 anos da Morada dos Baís terá concerto, espetáculo e memórias
ESPORTE
Lutador de MS é convocado para Mundial em outubro na Turquia
POLÍTICA
Com fim da hegemonia da TV, internet pode ser decisiva nestas eleições
POLÍTICA
TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro
MEIO AMBIENTE - JARDIM E BONITO
A condenação do rio da Prata, essencial para a biodiversidade em Jardim e Bonito (MS)