Menu
KAGIVA
sexta, 17 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Caso do lixão de Terenos será julgado hoje pelo Tribunal de Justiça de MS

9 Jun 2011 - 13h46Por Correio do Estado - Informações TJ/MS

O Tribunal de Justiça (TJ/MS) julga hoje (9) o recurso sobre o lixão de Terenos (MS), pelo não-cumprimento de um termo de ajustamento de conduta (TAC), assinado no ano de 2003, que tinha o objetivo de resolver o problema do lixão na cidade. O valor dessa execução estaria hoje em mais de R$ 24 milhões. Foi feita uma tentativa de conciliação realizada nesta quarta-feira (8), presidida pelo Desembargador Luiz Tadeu.O Prefeito de Terenos, disse que o problema do lixão será resolvido definitivamente até dezembro do corrente ano, conforme projeto semelhante que foi desenvolvido no município de Caarapó.

Segundo o prefeito da cidade e o secretário de Obras, até o fim deste ano estará resolvido o depósito de resíduos sólidos, líquidos, hospitalares e de construção civil. Esse projeto será apresentado oportunamente ao Ministério Público que, também na reunião, fez questão de frisar o compromisso da promotoria do meio ambiente não só com a sua credibilidade, mas, acima de tudo, na pacificação social, de modo que eventual multa não venha causar prejuízo a população.

O MP destacou a necessidade de cumprimento dos compromissos assumidos pelo poder público, sem que seja preciso a atuação do órgão jurisdicional. Ficou também a certeza dos bons propósitos da nova administração de Terenos, no sentido de resolver o problema dos resíduos.

O Desembargador ressaltou que “a necessidade desse entrosamento entre o executivo municipal e a promotoria, para resolução dos problemas que afligem a sociedade, porque, se a questão ficar submetida a infindáveis recursos, corre-se o risco de findar a administração do atual Prefeito e o processo continuar sua tramitação, com enorme prejuízo aos munícipes, que acabam sofrendo as consequências da demora nas decisões judiciais, como no caso em referência, ou seja, uma execução que tramita em Terenos desde 2005 e que só chegou a este relator há poucos dias (maio de 2011), mas já colocada em pauta para julgamento”, concluiu o relator.

Como o Ministério Público dependerá do exame do novo projeto, foi impossível a conciliação. Assim, a apelação cível será julgada nesta quinta-feira, sem prejuízo de posterior transação que venha a ser feita entre o Ministério Público e o município de Terenos, para pôr fim a essa questão ligada ao meio ambiente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'
ACIDENTE
Mulher é arremessada e morre em capotamento de veículo na BR-359
CIDADES
Mutirão vai analisar 11 mil processos de presos condenados em MS