Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC

Caso do lixão de Terenos será julgado hoje pelo Tribunal de Justiça de MS

9 Jun 2011 - 13h46Por Correio do Estado - Informações TJ/MS

O Tribunal de Justiça (TJ/MS) julga hoje (9) o recurso sobre o lixão de Terenos (MS), pelo não-cumprimento de um termo de ajustamento de conduta (TAC), assinado no ano de 2003, que tinha o objetivo de resolver o problema do lixão na cidade. O valor dessa execução estaria hoje em mais de R$ 24 milhões. Foi feita uma tentativa de conciliação realizada nesta quarta-feira (8), presidida pelo Desembargador Luiz Tadeu.O Prefeito de Terenos, disse que o problema do lixão será resolvido definitivamente até dezembro do corrente ano, conforme projeto semelhante que foi desenvolvido no município de Caarapó.

Segundo o prefeito da cidade e o secretário de Obras, até o fim deste ano estará resolvido o depósito de resíduos sólidos, líquidos, hospitalares e de construção civil. Esse projeto será apresentado oportunamente ao Ministério Público que, também na reunião, fez questão de frisar o compromisso da promotoria do meio ambiente não só com a sua credibilidade, mas, acima de tudo, na pacificação social, de modo que eventual multa não venha causar prejuízo a população.

O MP destacou a necessidade de cumprimento dos compromissos assumidos pelo poder público, sem que seja preciso a atuação do órgão jurisdicional. Ficou também a certeza dos bons propósitos da nova administração de Terenos, no sentido de resolver o problema dos resíduos.

O Desembargador ressaltou que “a necessidade desse entrosamento entre o executivo municipal e a promotoria, para resolução dos problemas que afligem a sociedade, porque, se a questão ficar submetida a infindáveis recursos, corre-se o risco de findar a administração do atual Prefeito e o processo continuar sua tramitação, com enorme prejuízo aos munícipes, que acabam sofrendo as consequências da demora nas decisões judiciais, como no caso em referência, ou seja, uma execução que tramita em Terenos desde 2005 e que só chegou a este relator há poucos dias (maio de 2011), mas já colocada em pauta para julgamento”, concluiu o relator.

Como o Ministério Público dependerá do exame do novo projeto, foi impossível a conciliação. Assim, a apelação cível será julgada nesta quinta-feira, sem prejuízo de posterior transação que venha a ser feita entre o Ministério Público e o município de Terenos, para pôr fim a essa questão ligada ao meio ambiente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal