Menu
KAGIVA
tera, 14 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Caminhoneiro é preso por uso de rebite após acidente na Capital

12 Mai 2011 - 10h53Por Campo Grande News

O caminhoneiro Célio Pereira, 44 anos, foi preso por dirigir sob efeito de substâncias psicoativas após tombar com o veículo, no macroanel rodoviário, em Campo Grande. Situações de prisão pela ingestão de medicamentos que deixam motoristas “ligados” são raras, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que não tem dados sobre os casos.

A prisão foi no dia 28 de abril após ele, que conduzia uma carreta bitrem, invadir a pista contrária, quase bater de frente com outro veículo e tombar no acostamento.

Exame clínico constatou “sinais compatíveis com a ingestão de medicamentos”, segundo o delegado Márcio Rogério Custódio, responsável pela autuação. Conforme a autoridade policial, Célio confessou inicialmente a ele que havia tomado remédio para não dormir.

Diante da confissão e do laudo clínico assinado por um médico, o qual verificou que o caminhoneiro estava no segundo estágio de sonolência, o delegado o autuou em flagrante. Ele apresentava sonolência e confusão mental.

Apesar de ter confessado que tomou remédio para não dormir, Célio falou depois que havia sido vítima do golpe boa noite cinderela. Golpe geralmente praticado por mulheres que dopam homens para tirar deles dinheiro e objetos de valor.

A versão do caminhoneiro não convenceu o delegado, o qual arbitrou fiança de R$ 1 mil. O valor foi pago pela empresa pela qual Célio estava trabalhando. Ele tinha saído de Rondonópolis, Mato Grosso, e seguia para Maringá, Paraná.

Caso a Justiça entenda que não há provas suficientes para condenar Célio por dirigir sob efeito de uso de substâncias psicoativas, ele pode ser ‘enquadrado’ por expor a perigo a vida de outras pessoas.

Ligadões- A PRF explica que é comum o uso de medicamentos por parte de caminhoneiros, no entanto, não tem números, e alega que mandá-los para a cadeia é raro, pois na maioria das vezes não há elementos suficientes para sustentar que de fato ingeriram “rebite”.

O nome é dado à mistura de medicamentos à base de anfetaminas com a cafeína, encontrada na Coca-cola e em energéticos. A combinação deixa a pessoa com mais energia e evita o sono.

Apesar de aparentar ser inofensiva, a combinação é perigosa, pois chega em um determinado momento que a pessoa dorme de olhos abertos, deixando a pessoa em um estágio de ‘briga contra a sonolência’. Sob estes efeitos, o motorista pode ter alucinações e causar acidentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIDROLÂNDIA E MARACAJU
Com tecnologia de R$ 70 mil, produtor usa lavoura para apoiar Bolsonaro em Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MAIS ASFALTO EM RUAS
Asfalto está chegando na Rua das Esmeraldas, ela não estava incluída no projeto original em Bonito
MIRANDA - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO DO MS
Governo do MS investe R$ 1,9 milhão na recuperação de ruas que estavam abandonadas em Miranda (MS)
BONITO - MS - LEVANTAMENTO DO FESTIVAL DE INV
BONITO (MS): Em levantamento, 84% do público que passou pelo Festival de Inverno eram do MS
CIDADES
Curso para Disseminadores da Educação Fiscal está com inscrições abertas
CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO ESTADO
Divulgado resultado final de Programa que concede recursos para eventos técnico-científicos em MS
BONITO - MS - ATENÇÃO A TODOS
Decreto proíbe entulho de construção em ruas e calçadas em Bonito (MS)
FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado