Menu
mutantes
domingo, 17 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
UNIPAR_PC

Caminhoneiro é preso por uso de rebite após acidente na Capital

12 Mai 2011 - 10h53Por Campo Grande News

O caminhoneiro Célio Pereira, 44 anos, foi preso por dirigir sob efeito de substâncias psicoativas após tombar com o veículo, no macroanel rodoviário, em Campo Grande. Situações de prisão pela ingestão de medicamentos que deixam motoristas “ligados” são raras, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que não tem dados sobre os casos.

A prisão foi no dia 28 de abril após ele, que conduzia uma carreta bitrem, invadir a pista contrária, quase bater de frente com outro veículo e tombar no acostamento.

Exame clínico constatou “sinais compatíveis com a ingestão de medicamentos”, segundo o delegado Márcio Rogério Custódio, responsável pela autuação. Conforme a autoridade policial, Célio confessou inicialmente a ele que havia tomado remédio para não dormir.

Diante da confissão e do laudo clínico assinado por um médico, o qual verificou que o caminhoneiro estava no segundo estágio de sonolência, o delegado o autuou em flagrante. Ele apresentava sonolência e confusão mental.

Apesar de ter confessado que tomou remédio para não dormir, Célio falou depois que havia sido vítima do golpe boa noite cinderela. Golpe geralmente praticado por mulheres que dopam homens para tirar deles dinheiro e objetos de valor.

A versão do caminhoneiro não convenceu o delegado, o qual arbitrou fiança de R$ 1 mil. O valor foi pago pela empresa pela qual Célio estava trabalhando. Ele tinha saído de Rondonópolis, Mato Grosso, e seguia para Maringá, Paraná.

Caso a Justiça entenda que não há provas suficientes para condenar Célio por dirigir sob efeito de uso de substâncias psicoativas, ele pode ser ‘enquadrado’ por expor a perigo a vida de outras pessoas.

Ligadões- A PRF explica que é comum o uso de medicamentos por parte de caminhoneiros, no entanto, não tem números, e alega que mandá-los para a cadeia é raro, pois na maioria das vezes não há elementos suficientes para sustentar que de fato ingeriram “rebite”.

O nome é dado à mistura de medicamentos à base de anfetaminas com a cafeína, encontrada na Coca-cola e em energéticos. A combinação deixa a pessoa com mais energia e evita o sono.

Apesar de aparentar ser inofensiva, a combinação é perigosa, pois chega em um determinado momento que a pessoa dorme de olhos abertos, deixando a pessoa em um estágio de ‘briga contra a sonolência’. Sob estes efeitos, o motorista pode ter alucinações e causar acidentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL NO RIO DE JANEIRO
Descalça, sob chuva e com beijo, Ellen Rocche ensaia em SP, VEJA FOTOS
MINIBOLT - VEJA VÍDEO
MiniBolt, menino de 7 anos está chocando o mundo com sua velocidade espantosa, VÍDEO
DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS