Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Câmara dos EUA aprova suspensão do pagamento ao algodão brasileiro

17 Jun 2011 - 10h42Por Estadão.com

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou nesta quinta-feira, 16, pela aprovação do orçamento do setor agropecuário do país, no valor de US$ 125,5 bilhões que, entre outras coisas, prevê a suspensão do pagamento de milhões de dólares para a indústria brasileira do algodão e impede o governo dos Estados Unidos de investir novas misturas de etanol nas bombas.

A peça orçamentária custeia as atividades do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) e a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC), no ano fiscal 2012.

Os deputados aprovaram uma emenda que suspende os pagamentos que vinham sendo feitos pelo governo dos Estados Unidos ao Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). O Brasil ganhou o direito de impor tarifas sobre a importação de bens norte-americanos após vencer uma ação na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os subsídios concedidos pelos EUA ao algodão. Em vez da retaliação aos produtos, os EUA estão pagando US$ 12,275 milhões por mês ao setor algodoeiro brasileiro. Deputados contrários à emenda argumentaram, sem sucesso, que a suspensão dos pagamentos poderá levar os EUA a uma nova batalha comercial com o Brasil.

Outra emenda aprovada proíbe o USDA de custear as instalações de novas bombas que possam disponibilizar gasolina com mistura maior de etanol nos postos de combustíveis do país. O USDA estava pronto para começar a oferecer garantias e empréstimos para a instalação das novas bombas para que os motoristas pudessem comprar combustível com mistura maior que os atuais 10% de etanol. Há veículos no país que podem rodar com mistura de até 85% do biocombustível.

Senado

O Senado dos Estados Unidos aprovou hoje uma medida que inclui a revogação dos subsídios de US$ 6 bilhões por ano destinados aos produtores de etanol do país, por 73 votos a 27. A maioria dos senadores do Partido Democrata e uma série de representantes do Partido Republicano apoiou o fim dos subsídios.

O crédito tributário destina ao setor US$ 0,45 por galão de etanol misturado à gasolina. A indústria de etanol dos Estados Unidos é protegida também por uma tarifa de importação de US$ 0,54 por galão, cuja revogação também está inclusa na medida aprovada pelo Senado. As informações são da Dow Jones.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)
CIDADES
Uems abre processo seletivo para professores temporários em duas cidades