Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 20 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Cai idade média dos mutuários da casa própria

12 Ago 2011 - 09h34Por Agência Brasil

O crescimento do mercado imobiliário do país tem colaborado para que os brasileiros consigam comprar a casa própria cada vez mais cedo. A idade média dos mutuários de financiamentos imobiliários tem caído consideravelmente ao longos dos últimos anos. A Caixa Econômica Federal, banco que financia a compra de cerca de 75% dos imóveis do país, informou que, até o final do ano passado, 42% dos mutuários do banco tinham menos de 35 anos de idade. No primeiro semestre deste ano, esse percentual subiu para 55%.

Assim como os jovens, mutuários da chamada classe C, com renda familiar mensal entre R$ 1.115 e R$ 4.807, também têm aumentado a participação nos financiamentos. Em 2001, respondiam por 26% dos contratos com uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Este ano, já são 80%.

Os dados foram apresentados ontem (11) pelo vice-presidente de Governo e Habitação da Caixa, José Urbano Duarte, durante a divulgação do balanço semestral do banco estatal. Para ele, a melhora das condições de financiamento e da economia nacional são as causas da mudança. “As pessoas estão conseguindo comprar sua casa mais cedo e, também, estão com mais coragem para assumir um compromisso de longo prazo. Isso é confiança na economia”, disse Duarte.

Essa melhora nas condições de financiamento se deve, em parte, à maior oferta dessa modalidade de crédito. Só a Caixa, por exemplo, aumentou 18 vezes o volume de recursos destinados a essas operações desde 2003. Naquele ano, o banco financiou R$ 5,1 bilhões em imóveis. Este ano, espera financiar mais de R$ 90 bilhões.

Só nos últimos 12 meses, a carteira de crédito imobiliário da Caixa cresceu 48,8%, chegando a R$ 129,3 bilhões. Desde janeiro, foram contratados R$ 45 bilhões em financiamentos, de acordo com o presidente do banco, Jorge Hereda.

Hereda disse que a carteira de crédito total da Caixa cresceu 38% em 12 meses, atingindo R$ 205,9 bilhões. Esse crescimento, principal responsável pelo lucro de R$ 2,3 bilhões do banco no primeiro semestre do ano, deve ser mantido, mesmo com um possível agravamento da crise mundial.

Hereda garantiu que a Caixa está preparada para enfrentar a crise. Disse que, assim como em 2008, o banco analisa a possibilidade de ampliar a concessão de empréstimos caso os bancos privados reduzam o crédito. “Não vamos antecipar uma crise que ainda não chegou. Mas, se os bancos privados recuarem, nós vamos ganhar mercado”, disse Hereda. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VACINAÇÃO ATÉ DIA 31
Após dia D, crianças podem ser vacinadas até 31 de agosto em Bonito (MS)
PROPAGANDA ANTECIPADA
Juiz rejeita recurso e mantém multa de R$ 31,5 mil a Odilon por uso de outdoors
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Em 4 anos, Governo Reinaldo entrega mais pontes de concreto do que em toda história do Estado do MS
BONITO - MS
Jogos Escolares 2018 terão início nesta segunda-feira, dia 20 em Bonito
EM MIRANDA - MS - CASO DE POLÍCIA
Donos de casa noturna são presos por estupro coletivo de adolescente em Miranda
STOCK CAR
Vítima atropelada na Stock Car Light permanece no CTI
TJMS
Tribunal de Justiça triplica valor do "auxílio saúde" para juízes e desembargadores
ECONOMIA
Tesouro pagou em julho R$ 602,43 milhões em dívidas de estados
EDUCAÇÃO
Começam hoje inscrições para bolsas remanescentes do ProUni
JUSTIÇA
Ministras do STF conclamam mulheres a buscar igualdade pelo voto