Menu
ASSOMASUL MARÇO
tera, 23 de abril de 2019
mutantes
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Brasileiros resgatados na região afetada por terremoto estão em Tóquio

16 Mar 2011 - 14h12Por Folha.com

Um comboio organizado pelo Itamaraty para retirada de brasileiros de Sendai e Fukushima chegou na manhã desta quarta-feira (noite no horário do Japão) na capital do país.

Segundo o Ministério de Relações Exteriores, foram levados 25 brasileiros até Tóquio. Eles estavam em Sendai, região mais atingida pelos terremotos e tsunami, e em Fukushima, próximo da usina nuclear que apresenta vazamento.

Foram usados na viagem dois ônibus, um caminhão para levar as bagagens e uma van de apoio. Os veículos foram cedidos pelo empresário Walter Saito, que ajuda a coordenar o resgate.

O Itamaraty informou que identificou um grupo de brasileiros que está na região atingida que também quer ir para Tóquio. Por isso, o ministério vai organizar uma segunda viagem na sexta-feira. O ministério ainda não sabe o número de pessoas que poderá embarcar no segundo resgate.

As despesas da viagem foram pagas pelo Itamaraty.

ABRIGOS

O Itamaraty disse que a embaixada brasileira em Tóquio montou um esquema de plantão para atender cidadãos afetados pela tragédia. Além disso, consulados itinerantes estariam levando mantimentos para os brasileiros e transferindo os mais afetados para áreas de menor risco.

O site do consulado do Brasil em Tóquio traz uma lista de abrigos em diversas cidades do Japão, que podem ser consultados no endereço http://www.consbrasil.org/consulado/. A relação traz escolas e centros comunitários que estão recebendo desabrigados no país.

Os contatos do consulado do Brasil em Tóquio são 03-5488-5665 (a partir do Brasil, ligue 00-XX-81-3-5488-5665) ou 050-6860-6242.

O e-mail do Setor de Assistência a Brasileiros é assistencia@consbrasil.org.

O Consulado-Geral também pode ser contactado, em casos de emergência, pelo telefone celular 090-6949-5328.

O Itamaraty também afirma que não há planos de realizar a retirada em massa de brasileiros do Japão, mas lembrou que aqueles que quiserem deixar o país podem fazê-lo com seus próprios meios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADES
Dias Toffoli chama para conciliação com indígenas e revolta sitiantes
POLÍTICA
Deputado quer proibir sátira de imagens cristãs em manifestações de MS
COTIDIANO
Amigos lamentam falecimento de Rubens Catenacci, referência na pecuária brasileira
TURISMO
Boletim comparativo de alta temporada do ObservaturMS mostra crescimento no fluxo turístico
GERAL
MPT investiga demissão de funcionários da Mabel sem aviso prévio em MS
EDUCAÇÃO
Governo de MS divulga inscrições para Vale Universidade Indígena
MEIO AMBIENTE
Desmatamento prossegue em Rio Verde, mas com nova faixa de preservação
POLÍCIA
Traficante foge e abandona picape com mais de 800 kg de maconha
POLÍTICA
Prefeita de Miranda continua no comando até ser notificada de cassação
EMPREGOS E CONCURSOS
Prefeitura abre seletiva com 34 vagas e salários de até R$ 1,7 mil em MS