Menu
KAGIVA
quarta, 19 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Brasil testa novo implante para desobstruir artéria do coração

12 Abr 2011 - 15h22Por Folha.com

Daqui a duas semanas, terá início no Brasil e em mais 67 centros do mundo a maior pesquisa já feita sobre um novo dispositivo que desobstrui artérias do coração bloqueadas por gordura.

O modelo que será testado é feito de um material que é absorvido pelo corpo.

O implante, um stent, é uma espécie de mola colocada via cateter (sem cirurgia aberta) na artéria coronária, para abri-la e permitir o fluxo sanguíneo. A prótese é uma alternativa menos invasiva à ponte de safena.

Depois de seis meses, quando o dispositivo já cumpriu sua função, ele começa a ser absorvido pelo corpo, diferentemente dos similares metálicos, usados hoje.

Os stents de metal ficam no corpo depois de implantados, o que pode causar problemas em novas cirurgias cardíacas e prejudicar a contração e a dilatação dos vasos.

Eles também podem atrapalhar a visualização de artérias coronárias em exames de imagem e causar inflamações, como queloides.

Os dispositivos bioabsorvíveis, feitos de um tipo de polímero, já foram aprovados na Europa no começo deste ano, mas, segundo especialistas, ainda não começaram a ser usados na prática.

Cardiologistas brasileiros dizem que as pesquisas sobre o novo stent são pequenas e faltam dados sobre sua segurança e eficácia a longo prazo.

REVOLUÇÃO CARDÍACA

Agora, o novo estudo envolverá mil pacientes, sendo cerca de 50 brasileiros. Eles serão avaliados no Instituto Dante Pazzanese e no hospital Albert Einstein, em São Paulo, e no Instituto do Coração do Triângulo Mineiro, em Uberlândia (MG).

"Se a pesquisa comprovar que ele pode substituir os stents metálicos, teremos a nova revolução da cirurgia cardíaca", diz Alexandre Abizaid, chefe da seção de intervenções em coronárias do Instituto Dante Pazzanese.

Abizaid é também um dos diretores do encontro de inovações na cardiologia intervencionista que acontecerá em São Paulo nesta semana. Várias palestras terão o stent bioabsorvível como tema.

Segundo Expedito Ribeiro, supervisor do serviço de hemodinâmica do InCor, a tecnologia é promissora, mas ainda não há dados conclusivos. "Questões como os efeitos da absorção do material na artéria não foram esclarecidas", afirma.

Para Marco Antônio Perin, chefe da cardiologia intervencionista do hospital Albert Einstein, o stent bioabsorvível só tem vantagens.

Ele afirma, porém, que é necessário ver seus efeitos a longo prazo. "Precisamos analisar se não criará uma reação inflamatória maior nas artérias."

Abizaid acredita que o dispositivo começará a ser usado comercialmente no Brasil daqui a um ano e meio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO
9º MATURISHOW será de 20 a 23 de setembro em Bonito
DOURADOS - DESUMANIDADE
Após acidente, pessoas ignoram vítima fatal e roubam carga de abacaxi em Dourados
BABADO DOS FAMOSOS
Anitta recebe ameaças ao seguir amiga nas redes sociais que vota em Jair Bolsonaro
BONITO - MS - FOTOS SESSÃO DA CÂMARA
Confira as fotos da sessão da Câmara desta terça-feira em Bonito (MS)
SEGUNDO O IBGE
Falhas no saneamento causam surtos de doenças em 26 cidades de MS
GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo de MS abrirá 10 concursos públicos para PM e Bombeiro
CIDADES
Fotógrafo que perdeu voo por atraso guarda registros há 44 anos da maior tragédia aérea de MS
TECNOLOGIA
Instagram lança botão para compras de usuários pelo stories da rede social
POLÍTICA
Com renúncias e mudanças, disputa eleitoral em MS envolve 509 candidatos
CIDADES
Polícia prende quadrilha que roubava caminhões e levava para o Paraguai