Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Brasil reforça fiscalização na fronteira após confirmação de aftosa no Paraguai

20 Set 2011 - 08h46Por Agência Brasil

O Ministério da Agricultura decidiu reforçar as ações de vigilância e prevenção na fronteira com o Paraguai, após a confirmação da ocorrência de febre aftosa no país vizinho. O governo paraguaio suspendeu as exportações de carne do país depois de identificar um foco da doença na região de Sargento Loma, no departamento de San Pedro, no Centro do país.

O governo brasileiro aumentou o número de fiscais federais agropecuários na fronteira, determinou a instalação de barreiras volantes na região e o mapeamento de propriedades de maior risco dentro do território brasileiro.

Em nota, o Ministério da Agricultura também manifestou apoio das autoridades brasileiras ao governo vizinho para conter a doença. “Por ser a meta do governo brasileiro a erradicação da febre aftosa em todo o continente, nos colocamos à disposição do Paraguai para ajudar nas medidas de erradicação imediata do vírus”, diz o texto. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal