Menu
KAGIVA
quinta, 20 de setembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

BR 262 entre Campo Grande e Três Lagoas terá terceira faixa

25 Mar 2011 - 16h00Por Campo Grande News

Após diversas reivindicações de usuários da rodovia, finalmente a BR-262, no trecho entre Campo Grande e Três Lagoas, vai ganhar uma terceira de faixa para desafogar o tráfego. O pedido foi feito pelo deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) ao Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

A construção será realizada nos trechos críticos da rodovia. De acordo com o superintendente regional do Dnit em Mato Grosso do Sul, Marcelo Miranda Soares, a implantação de mais uma pista em trechos mais críticos se encontra na fase de audiência pública para a licitação das obras do Programa Crema.

Pelo programa, serão pavimentadas as terceiras faixas de rolamento em locais onde as ultrapassagens ficam mais perigosas, como lombadas e curvas.

Um dos principais acessos ao Estado de São Paulo, a BR-262 apresenta crescimento no fluxo de veículos, principalmente caminhões, que conduzem a produção de mercadorias.

Em Mato Grosso do Sul, a rodovia BR-262 possui 783 quilômetros. O trecho entre Três Lagoas, Campo Grande e Corumbá foi concluído anos em 1986, no governo de Wilson Barbosa Martins e Ramez Tebet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Odilon perde para Reinaldo e vai ter que fazer propaganda para tucano em rede social
OPERAÇÃO VOSTOK
Polaco presta depoimento na Operação Vostok e nega contato com Reinaldo Azambuja
ELEIÇÕES 2018 -
Justiça indefere registro candidatura de João Grandão e mais 9 candidatos em MS
ESPORTES
Inscrições para Jogos Radicais Urbanos terminam nesta quinta
LIGA DOS CAMPEÕES 2019
Lateral de MS marca e garante empate do Shakhtar Donetsk na estreia
FALSO POLICIAL
Falso policial condenado a 117 anos é preso na Bolívia
CIDADES
Homem é preso em flagrante ao tentar incendiar viatura da polícia em MS
CIDADES
Anac interdita 6 aeronaves irregulares alvos de fiscalização em MS
GERAL
Mega-Sena especial vai sortear hoje prêmio de R$ 17 milhões
ECONOMIA
Ipea confirma tendência ao desalento no mercado de trabalho