Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
quarta, 20 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS
BONITO - MS - HABITAÇÃO

Bonito: "Entrar na minha casa é uma emoção imensa", diz moradora da Vila Maruca

As 30 casas do loteamento Vila Maruca entregues aos proprietários nesta segunda-feira, guardam dentro de si, além dos tijolos e cimento

7 Out 2011 - 15h17Por Lucina Garcia / Assessoria

As 30 casas do loteamento Vila Maruca entregues aos proprietários nesta segunda-feira, guardam dentro de si, além dos tijolos e cimento, vigas e fiação, muitas histórias e sonhos daqueles que puderam dormir a primeira vez esta semana na tão desejada “casa própria”.

São histórias como a de Decilene Leite de Lima que pagava com dificuldade o aluguel de uma pequena casa na Vila América. Diarista, aos 35 anos ela cria sozinha seus 2 filhos, ambos inscritos no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil.

“Entrar na minha casa é uma emoção imensa, daquelas que você aguarda durante muito tempo. Eu mesma aguardei quase 10 anos pra isso acontecer. Eu vim de São Paulo pra cá por causa dos meus pais já faz 16 anos, trabalho, meus filhos estudam, eu faço diárias e hoje eu não troco Bonito por lugar nenhum do mundo”.

No lote 07 da quadra número 03, Romilda Maria Aquino, de 41 anos, assim como Decilene, também cria os 2 filhos sem a ajuda do pai. Trabalhando como manicure e cabelereira de casa em casa, ela precisou morar nos últimos meses em uma casa cedida por uma amiga, pois o excesso de esforço provocou lesões nas mãos.

Emocionada, ela define assim a sensação que sentiu ao dormir a primeira em sua casa. “É uma realização, uma felicidade tão grande, daquelas que enchem o peito da gente. Era o meu maior sonho, a minha casa. Agora é trabalhar muito pra poder melhorar ela cada dia mais”, concluiu.

Numa casa próxima, Odila de Souza Martins de 37 anos, ex-auxiliar de cozinha, mora com o marido e 3 filhos, todos à espera do novo integrante da família previsto para o mês de dezembro. Segundo ela, toda a renda da família atualmente vem do trabalho do marido como pedreiro e do auxílio do programa Bolsa Família.

“Receber a casa foi uma surpresa pra mim porque eu tinha feito cadastro para aquelas primeiras casas que saíram. Quando me falaram que o meu cadastro ia continuar lá, eu nem acreditei. Daí quando me ligaram avisando que eu tinha que juntar os documentos, que tinha chegado a minha vez, eu fiquei doida. Só depois que eu me acalmei. É muito bom, a casa tá no meu nome, é dos meus filhos.”, finalizou sorrindo.

As casas do Vila Maruca foram construídas através do programa “MS Cidadão/Casa da Gente” do governo do Estado, em parceria com o Governo Federal e contrapartida da Prefeitura de Bonito.

Foram investidos mais de R$ 510.000,00. Cada unidade possui mais de 35metros quadrados de área construída, dispondo de dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

Além dessas 30 unidades, só nos últimos 6 anos, já foram entregues em Bonito 242 casas, sendo 212 no jardim Bom Viver, I e II, 30 casas em assentamentos rurais.

De acordo com o prefeito José Arthur Figueiredo está sendo elaborado um “plano municipal de habitação”, que será executado em parceria com os governos estadual e federal, a fim de garantir recursos para zerar o déficit habitacional de Bonito. “Isso é dar alegria e qualidade de vida a população mais humilde da nossa querida bonito”, afirma o prefeito. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Operário visita o Sete para encostar no líder
CIDADES
Pelo 11° dia, pescadores mantém bloqueio no Rio Paraguai e veem para audiência
GERAL
Fundação de Cultura reconhece mais dívidas em contratos de 2018 com artistas
BONITO - MS
Prefeitura contrata empresa para asfaltar a Vila Machado
TEMPO E TEMPERATURA
Tempo encoberto permanece nesta quarta-feira; sol e chuva se revezam em MS
GERAL
Justiça confirma proibição da venda de agrotóxicos no Mercado Livre
SEM DEFESA
Advogada ameaça suicídio e júri é suspenso com réu sem defesa em MS
SUPERLUA
Maior superlua em 2019: o fenômeno astronômico que ocorre nesta terça-feira
AGRICULTURA
Em MS, Iagro e SES enfrentam venda e uso irregular de agrotóxicos na agricultura
MÚSICA
João Carlos Martins passa por cirurgia para tratar dor e tem movimento da mão reduzido