Menu
KAGIVA
domingo, 19 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Bandeirantes reivindica 22 mil hectares que hoje são de Rochedo

2 Set 2011 - 09h15Por Campo Grande News

Os municípios de Rochedo e Bandeirantes estão disputando uma área de 22 mil hectares que, hoje, é considerada oficialmente como sendo do primeiro, mas que é atendida pela administração do segundo.

A Prefeitura de Bandeirantes quer que seja feita uma nova delimitação e para isso está criando uma comissão para cuidar do assunto. “É muito importante para o Município de Bandeirantes esta divisão, pois melhorará em todos os aspectos, e Bandeirantes receberá legalmente a área que é de direito”, afirma o prefeito, Flávio Gomes (PR).

No resumo da ópera, a disputa envolve recursos repassados pelo Estado e pela União. Bandeirantes afirma que acumula prejuízos por não receber repasse de verbas referente a esse território e a população que vive nele. São cerca de 130 propriedades rurais nas regiões conhecidas como Barreirinho, Pontinha, Casa Branca e São João.

O assunto foi tratado no dia 25, em uma reunião com técnicos da Agraer, para apresentação de levantamento territorial da região em questão.

Segundo a Prefeitura de Rochedo, o georreferenciamento, todo o problema se deve a um erro do georreferenciamento feito no Estado, que colocou as regiões no território de Rochedo.

Os levantamentos realizados, conforme Rochedo defende, mostram que a área de 22 mil hectares pertence, de fato, a Bandeirantes, como previsto na lei que criou o Município, em 1963.

“O equívoco trouxe ao Município enorme prejuízo, visto que além do decréscimo de seu território, tem sofrido prejuízos fiscais e também da ordem de recursos públicos estaduais e federais. Não obstante o equívoco que determinou a área em questão pertencente ao Município de Rochedo, em razão dos limites históricos, o Município de Bandeirantes continua atendendo a região com todos os serviços públicos devidos”, afirma a prefeitura em material divulgado à imprensa.

A comissão que está sendo criada tem o objetivo, conforme a Prefeitura, de acompanhamento da resolução, política ou jurídica, a ser encontrada sobre o assunto.

O prefeito de Rochedo, Adão Arantes, disse que é preciso fazer estudos para definir de quem é a área de fato. Ele disse que não pode abrir mão do território tão facilmente, pois também vai ter perda no repasse de verbas.

Arantes confirmou que é Bandeirantes quem atende a região, mas diz que Rochedo também desenvolve ações para a área. Ele disse que essa situação também ocorre em relação a um território que na verdade é de Jaraguari, mas é atendido por Rochedo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES NO MS
Governo de MS tem quatro concursos com 2,3 mil cargos ainda em 2018
NOVA FRENTE FRIA - VEJA A PREVISÃO
Nova frente fria chega a Mato Grosso do Sul e mínima será de 6ºC
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'