Menu
mutantes
tera, 19 de maro de 2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Banco do Brasil disponibilizará R$ 45,7 bilhões na Safra 2011/12

8 Jul 2011 - 17h15Por Dourados News - Maxpress

Banco do Brasil destinará cerca de R$ 45,7 bilhões para operações de crédito rural na safra 2011/12, volume 17% superior comparado à safra anterior. Desse total, R$ 10,5 bilhões irão financiar a agricultura familiar e R$ 35,2 bilhões vão atender aos agricultores empresariais e cooperativas rurais, um incremento de 20% e 16%, respectivamente.

Desde o dia primeiro de julho, as agências do Banco do Brasil já estão contratando a nova safra com as alterações e inovações aprovadas pelo Governo Federal.

Safra 2010/11

O Banco do Brasil, na safra 2010/11, cumpriu o seu papel de principal financiador do crédito agrícola do País. Da assistência realizada pelo Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), o Banco foi responsável por 73% dos créditos destinados à agricultura familiar, 77% ao médio produtor rural e 40% aos demais agricultores.

Foram desembolsados R$ 39 bilhões na safra 2010/11, evolução de 12% em relação à safra 2009/10. Para a agricultura empresarial, foram aplicados R$ 30,2 bilhões e para a agricultura familiar, R$ 8,8 bilhões.

Os recursos desembolsados em operações de custeio e comercialização totalizaram R$ 30,7 bilhões, correspondendo a 79% do total de recursos aplicados no crédito rural. As operações de investimento totalizaram, na safra 2010/11, R$ 8,3 bilhões, evolução de 14% em relação ao mesmo período da safra anterior.

Cooperativas do Agronegócio

O Banco do Brasil contratou, na safra 2010/11, R$ 3,28 bilhões em operações rurais com as cooperativas do agronegócio, crescimento de 12,4% em relação à safra anterior.

Merece destaque a atuação no âmbito do Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias – Procap Agro, no qual o Banco do Brasil foi o maior aplicador desde o lançamento, com um total de R$ 1,139 bilhão liberado.

Pronaf Mais Alimentos

Desde o lançamento, na safra 2008/09, da linha de investimento Pronaf Mais Alimentos, o Banco já contratou 122 mil operações, com um total de R$ 5,8 bilhões. Na safra 2010/11 foram aplicados R$ 2,3 bilhões (48 mil contratos).

Pronamp

O Banco atuou de forma intensa no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural, destinado aos produtores que possuíam, na safra 2010/11, renda anual de até R$ 500 mil. Foram contratadas cerca de 74 mil operações por meio da linha Pronamp Custeio e Investimento, com um volume de R$ 3,9 bilhões, o que representa incremento de 54,6% em relação à safra 2009/10. Desse total, R$ 2,7 bilhões foram destinados para operações de custeio e R$ 1,2 bilhão para investimento.

Carteira de Agronegócios

No primeiro trimestre de 2011, o Banco do Brasil manteve a liderança no ranking do Sistema Nacional de Crédito Rural, com participação de 61,2%. A carteira de agronegócios do Banco atingiu o montante de R$ 77,4 bilhões, mantendo a tendência de crescimento observada nos últimos anos e a melhora no perfil. Somado o valor contratado de BB CPR, atinge R$ 78,3 bilhões.

A participação das operações com nível de risco AA até C atingiu o maior percentual desde 2005 (92,2%).

Do total de custeio agrícola contratado, 51% foram protegidos com mitigadores de risco, seja contra intempéries climáticas (seguro agrícola ou Proagro) ou contra oscilações negativas de preço (opções agropecuárias). A tabela a seguir apresenta as principais culturas e o seu respectivo percentual de mitigação em relação ao valor contratado.

Novas medidas para a Safra 2011/12

Dentre as principais medidas adotadas pelo BB que influenciarão positivamente a próxima safra, destacamos:

Especialização do atendimento aos produtores rurais

Na nova safra, o Banco do Brasil ampliará sua atuação no modelo de relacionamento com os clientes produtores rurais, que proporcionará atendimento personalizado, orientação financeira, oferta de produtos e serviços específicos para suas atividades e financiamento da produção. Até o momento, cerca de 45 mil clientes estão sendo atendidos por este novo modelo em todo o País.

Ampliação da base de clientes Agricultores Familiares

Com a diminuição das taxas de juros para o setor e a ampliação das linhas de investimento, o Banco do Brasil pretende, na safra 2011/12, ampliar em 19% o número de clientes agricultores familiares que possuem operações de crédito em ser, passando dos atuais 1.260 mil clientes para 1.500 mil.

Pronamp

Na safra 2011/12, o Governo Federal elevou de R$ 500 mil para R$ 700 mil o limite de renda anual para enquadramento no Pronamp e ampliou os limites de financiamento, tanto para custeio (R$ 400 mil) como para investimento (R$ 300 mil). O Banco do Brasil continuará incentivando o médio produtor rural, disponibilizando recursos no montante de R$ 5,1 bilhões, 30% superior ao desembolsado na safra passada.

Utilização de recursos da Poupança Rural para Investimento

Além das tradicionais linhas de investimento com recursos do BNDES, na safra 2011/12 o Banco do Brasil destinará o montante de até R$ 1,5 bilhão da Poupança Rural (MCR 6.4) para financiar projetos de investimento agropecuários nas mesmas condições dos programas ABC, Moderagro, Moderinfra, Prodecoop e Procap-Agro.

Incentivo para a Agricultura de Baixo Carbono

Do total de R$ 1,5 bilhão da Poupança Rural destinado para financiar investimentos agropecuários na nova safra, R$ 850 milhões serão direcionados para incentivar a Agricultura de Baixo Carbono, visando promover a redução das emissões de gases de efeito estufa.

Seguro Faturamento

O Banco disponibilizará, em conjunto com o grupo segurador BB Mapfre, uma nova modalidade de seguro rural, o BB Seguro Agrícola Faturamento. O novo seguro, além de garantir ao produtor rural a diferença de faturamento ocasionada por eventos climáticos, garantirá o ressarcimento da redução de receitas causadas pela variação de preço do produto no mercado. Nesta safra, o seguro faturamento abrangerá a cultura da soja.

Esse seguro, por ser um seguro rural, contará com isenção de IOF e subsídio federal, em média, de 50% do valor do prêmio, além de fazer jus a subvenção estadual, cumulativamente, quando disponível. Estimamos, em conjunto com o grupo segurador BB Mapfre, que a importância segurada atinja R$ 500 milhões.

Novas Linhas

Entre os destaques da safra 2011/12, estão as novas medidas de apoio à pecuária e à cana-de-açúcar. O Banco incentivará a recuperação de pastagens, o aumento da produtividade pecuária, a renovação do plantel e a melhoria genética do rebanho brasileiro, valendo-se, principalmente, da ampliação dos limites de custeio e de investimento com recursos controlados do crédito rural e da nova linha para aquisição de matrizes e de reprodutores bovinos e bubalinos (cujo limite de financiamento é de R$ 750 mil por beneficiário, com prazo de cinco anos e até 18 meses de carência).

No caso da cana-de-açúcar, estão asseguradas linhas de financiamento para a expansão e renovação de canaviais, com financiamento de até R$ 1 milhão por produtor rural, com prazo de pagamento de cinco anos, incluídos até 18 meses de carência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Polícia Militar Ambiental de MS completa 32 anos e comemora o fim dos “coureiros”
SAÚDE
Saúde confirma quarta morte por dengue este ano em MS
SABORES
Na concorrência com Tastmade, amigas criam página com receitas para MS
LOTERIA
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 33 milhões
CIDADES
Município de MS que homenageia herói da Retirada da Laguna completa 81 anos
TURISMO
Sete destinos para se aventurar em Bodoquena no feriadão de abril
BONITO - MS
Prefeitura distribui 400 jogos de carteiras e novos uniformes em Bonito
SAÚDE E ALIMENTAÇÃO
Insônia, falta de ar e angústia: conheça os sintomas da intoxicação causada pelo café
EDUCAÇÃO
Enem 2018: espelhos da redação estão disponíveis para candidatos; veja correção
POLÍCIA
Garoto é investigado em MS após dizer que atiradores de Suzano deviam ter matado policiais