Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 15 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Ator Jorge Cherques morre aos 82 anos no Rio

12 Mar 2011 - 07h43Por Folha.com

Jorge Cherques morreu nesta sexta-feira (11) no Rio de Janeiro.

Ele estava internado no CTI do hospital Copa D'Or (zona sul), e, por volta das 15h, teve falência múltipla de órgãos.

O ator, que fez diversas participações em peças, novelas e filmes, estava com 82 anos.

Entre as obras de que participou na televisão estão "Gabriela" (1975), "Dona Beija" (1986), "O Pagador de Promessas" (1988), "Rainha da Sucata" (1990), "Vamp" (1991), "Mulheres de Areia" (1993) e "Por Amor" (1997).

Seu último trabalho em novelas foi em "Alma Gêmea", de 2006, em que viveu o psiquiatra de Alexandra (Nívea Stelmann).

No cinema, ele atuou em "O Que É Isso, Companheiro?" (1997), "Memórias do Cárcere" (1984) e "A Compadecida" (1969), além de diversos filmes dos Trapalhões.

O corpo do ator será velado no domingo (13) na Associação Religiosa Israelita Chevra Kadisha (zona norte do Rio) a partir das 6h30.

O sepultamento deve ocorrer às 12h no Cemitério Israelita de Vilar dos Teles, em São João de Meriti (Baixada Fluminense).

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB