Menu
BANNER ANNA
sbado, 18 de janeiro de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO

Atividade da construção civil tem em fevereiro segunda queda consecutiva

25 Mar 2011 - 16h31Por Agência Brasil

As chuvas e a mudança de governo reduziram o ritmo da construção civil, que registrou queda na atividade pela segunda vez consecutiva em 2011, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os números estão na Sondagem da Construção Civil, divulgada hoje (25) pela entidade. Em fevereiro, a evolução da atividade do setor registrou 49 pontos. O índice varia de 0 a 100 e, para a CNI, valores abaixo de 50 representam queda. Em janeiro, a mesma sondagem apresentou 47,2 pontos ante os 51 pontos de dezembro. Em fevereiro de 2010, o nível de atividade foi de 53,2 pontos.

De acordo com a CNI, fevereiro é um período de chuvas, o que termina desacelerando o ritmo das obras. O outro fator, informou a confederação, é que o no início de cada governo diminui a contratação de novas obras.

Embora a atividade do setor tenha ficado em níveis normalmente observados para meses de fevereiro, o indicador da atividade efetiva em relação à usual (50,1) pela primeira vez não se situou nos patamares registrados desde o início da série em dezembro de 2009. Em janeiro de 2011, ficou em 51,6 pontos e, em fevereiro de 2010, chegou a registrar 55,6 pontos.

Em relação ao número de empregados, houve uma leve variação em fevereiro em comparação a janeiro, com o índice passando de 49,5 para 51,2 pontos.

Sobre os próximos seis meses, o otimismo dos empresários do setor sobre o nível de atividade registrou todos os índices acima dos 50 pontos. Em março, o nível de atividade do setor ficou em 61,1 pontos ante os 63 de fevereiro e os 67,3 de março de 2010. O otimismo foi mantido também quando se trata de novos empreendimentos e serviços, que atingiram 61,1 pontos ante os 61,4 de fevereiro e os 67,4 de março de 2010.

A compra de insumos e matérias-primas também apresentou resultado acima de 50 pontos (60,2). Em fevereiro, o índice chegou a 61,5 e em março de 2010, a 66,4 pontos. Os empresários também demonstraram, na sondagem da CNI, que pretendem contratar mais nos próximos seis meses. O indicador de expectativa de novas contratações variou de 61,3 pontos em fevereiro para 61,5 pontos em março.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prisão
Policiais prendem autor de homicídio foragido no Paraguai desde 2012
Fronteira
Jovem é ferida a tiros na fronteira e polícia acredita em crime passional
FUTEBOL
Vasco vira sobre Goiás e pegará o Grêmio nas quartas de final da Copa São Paulo
Mistério
Mulher sai em surto de motel e morre ao ter mal súbito na BR-262 em Campo Grande
PERTURBADOR
Áudio mostra conversa de pai e mãe combinando para estuprar filha de 7 anos
Último dia!
Matrículas para cursos técnicos integrados do IFMS terminam hoje
CRIMES
MS supera em 10 vezes média nacional de resolução de homicídios; Bonito está na lista
PISO SALARIAL
Governo federal anuncia aumento do piso dos professores
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia paraguaia destrói 11 hectares de maconha na fronteira de MS
ATÉ AGOSTO
Ministério da Justiça autoriza Força Nacional em Caarapó e em Dourados