Menu
KAGIVA
sbado, 20 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Assessor da Presidência diz que morte de Bin Laden não acaba com o terrorismo

5 Mai 2011 - 15h43Por Agência Brasil

O assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, advertiu hoje (5) que a morte do líder e fundador da Al Qaeda, Osama Bin Laden, não encerra o impasse envolvendo o terrorismo. Segundo ele, a comunidade mundial deve buscar soluções para o terrorismo aproveitando que há manifestações em vários países do Oriente Médio e do Norte da África.

“Os critérios de cada país são decididos pelo seu governo. Isso [represálias] é o que mais ou menos todo mundo acredita que vai haver. Se acham que o problema do terrorismo está resolvido com a morte do Bin Laden, estão muito enganados”, afirmou o assessor antes do almoço oferecido ao presidente da Alemanha, Christian Wulff, no Itamaraty.

Para Garcia, apenas a “repressão” não soluciona a questão do terrorismo e seus efeitos. “O problema do terrorismo evidentemente não se resolve [apenas] com repressão, mas, sobretudo, atacando as causas fundamentais do terrorismo”, destacou ele.

Em seguida, o assessor especial ressaltou que o momento por que passam vários países do Oriente Médio e do Norte da África (como a Líbia, o Egito, a Tunísia e a Síria, entre outros) – com manifestações populares que criticam os governos apontados como autoritários – colabora para o combate ao terrorismo.

“Por sorte o [ministro das Relações Exteriores] Antonio Patriota levantou uma questão interessante: nós temos uma efervescência democrática na região muito grande, que coloca uma via distinta daquela que habitualmente nós tínhamos”, disse o assessor especial.

“[A via anterior era] de um lado a submissão às grandes potências do Ocidente, que muitos governos tinham e alguns ainda têm, e, do outro lado, essa rejeição ao fundamentalismo que se expressava, entre outras coisas, nas iniciativas terroristas. Acho que nós [temos] um caminho democrático, se nós resolvermos uma série de problemas da região, que é a questão da Palestina [cujos líderes iniciaram uma nova etapa de negociações com o governo de Israel]”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - AÇÕES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instalações do Programa Bolsa Família que atende 650 beneficiários em Bonito (MS)
ELEIÇÕES 2018 - FÁBRICA DE FAKE NEWS
Polícia e Justiça 'explodem' fábrica de fake news de coordenador de Odilon
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS DO MS
Empresário e filho de 1 ano que morreram em acidente, retornavam de Bonito (MS)
BONITO - MS - ESPORTE -
Bonito (MS) recebe estadual de beach tennis neste fim de semana
TIRO ACIDENTAL
Pai foge após matar filho de 10 anos com tiro acidental no ouvido em cidade do MS
BONITO - JARDIM - BODOQUENA E BELA VISTA
BONITO e mais 3 cidades recebem auxilio da Agesul na recuperação de estradas devido as chuvas
PESQUISA NO MS
Em nova pesquisa, Reinaldo tem 54.21% e Juiz Odilon 45.79%, VEJA NÚMEROS
DATAFOLHA - PRESIDENTE
Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%