Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 21 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca
JUSTIÇA DO TRABALHO

Após nova lei, número de ações trabalhistas cai 30% em Mato Grosso do Sul

Saldo caiu de 16.112 para 11.342, segundo dados do Tribunal Regional

15 Mai 2018 - 12h56Por DA REDAÇÃO

Após a reforma trabalhista entrar em vigor, em novembro do ano passado, o número de ações ajuizadas no Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região (TRT/MS) despencou. Conforme dados do órgão, a média mensal de distribuição de novos casos caiu de 2,6 mil para 1,8 mil.

Entre novembro de 2017 e abril deste ano, 11.342 ações foram registradas e distribuídas entre as 26 varas do Trabalho em Mato Grosso do Sul. No mesmo período anterior, entre novembro de 2016 e abril de 2017, foram contabilizados 16.112 casos. Assim, a queda corresponde a 29,6%.

Somente nas sete varas do Trabalho do foro de Campo Grande, a redução entre um período e outro foi de 1.664 ações. Antes da reforma, 5.574 novos casos foram distribuídos na Capital, ao passo que, depois dela, a quantidade caiu para 3.910.

A retração no número de ações superou os 50% em quatro varas do Trabalho do Estado: Coxim (de 551 casos para 240), Aquidauana (de 438 para 218), Bataguassu (de 432 para 262) e Amambai (de 360 para 126).

Deixe seu Comentário

Leia Também

AVIAÇÃO
Empresa encerra atuação e voos entre Campo Grande e Assunção são extintos
OPORTUNIDADES
Concursos oferecem mais de 600 vagas com salários de até R$ 11,9 mil no Estado
OPORTUNIDADES
Concursos públicos oferecem 338 vagas com salários de até R$ 12,3 mil
OPORTUNIDADES
Inscrições para vagas com salários de até R$ 3,7 mil se enceram dia 24
CIDADES
Bolsa Família começa a pagar benefício com reajuste
MS
Operação da PF prende suspeitos de golpes via aplicativos de mensagens
POLÍTICA
Cartórios querem revisão dos valores cobrados pelos serviços em MS
GERAL
Inscrições abertas para voluntários músicos no CBMMS
CULTURA
Inscrições para oficinas gratuitas no Centro Cultural começam dia 17 de julho
TRÁFICO
PRF apreende maconha e crack que seriam levados de MS até SP por R$ 7 mil