Menu
KAGIVA
quinta, 16 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

André regulamenta Fundems e repassa R$ 1 milhão para pesquisas agropecuárias

8 Jul 2011 - 14h16

O governo do Estado dá mais um incentivo para pesquisas e difusão de tecnologias agropecuárias em Mato Grosso do Sul. Na quarta-feira (06) o governador André Puccinelli assinou o decreto que regulamenta o Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja (Fundems) e um convênio para o repasse de R$ 1 milhão que será destinado para a Fundação MS. Deste total, R$ 200 mil serão destinados à Fundação Chapadão.

Os recursos para as pesquisas agropecuárias serão conduzidas pela Fundação MS para Pesquisa e Difusão de Tecnologias Agropecuárias em diferentes regiões do Estado na safra 2011/2012. O objetivo é apoiar a implantação do Programa de Validação e Difusão de Tecnologias à Competitividade e Sustentabilidade dos Sistemas Agrícolas visando a aquisição de insumos (corretivos, fertilizantes, herbicidas, inseticidas e outros) para o plantio e cultivo de 511 hectares na safra de soja e de 387 hectares na safrinha de milho (2012). 

Durante a assinatura de convênio o governador disse que um Estado só progride quando há produção. “Desejo um bom desempenho a vocês. Nada fica estático porque a ciência evolui e temos que evoluir juntos. Os recursos são para propiciar a produtividade”, ressaltou. O governo do Estado repassou à Fundação MS no ano de 2009, um valor de R$ 600 mil e no ano passado foram mais R$ 600 mil. O objetivo é que o Fundo reverta recursos na ordem de R$ 3 milhões anuais no desenvolvimento das culturas de milho e soja.

Conforme a secretária de produção, Tereza Cristina Correa da Costa Dias, o fundo é especifico para a pesquisa no setor de agricultura, para o milho e a soja, além da pecuária que está integrada à agricultura para a recuperação do solo. “Temos mais de 9 milhões de hectares e precisamos recuperar o solo. O fundo vai contribuir para a autonomia da pesquisa e inovação, além de trazer as melhores técnicas, ou seja, a tecnologia aplicada ao campo para que o produtor possa ir para sua fazenda e fazer a recuperação de solo da melhor maneira possível”, salientou.

Tereza Cristina disse que para ter uma lavoura sustentável é preciso ter pesquisas. “Temos pesquisas das grandes multinacionais, Embrapa e nossas fundações que terão liberdade para que trabalhe as necessidades do nosso Estado”, concluiu.

Recursos

Para o presidente da Fundação Chapadão, Adriano Loeff, os recursos de R$ 200 mil serão muito bem empregados porque havia a necessidade de crescimento na região norte do Estado. “A fundação é considerada a base do agricultor da região norte e será importante para nossa pesquisa que é voltada para a necessidade do agricultor. Buscamos mais alternativas de produção, como fertilizantes, produtos químicos, além de pesquisas de culturas diferentes. Essa iniciativa do governo está de parabéns e vai colher bons frutos com isso”, afirmou.

Fundação Chapadão receberá R$ 200 mil para pesquisas

Conforme Adriano Loeff, a ferrugem, entre outros problemas na lavoura ainda existem, e a Fundação vem dando suporte ao produtor rural. “Perde quem não acompanha os trabalhos e relatórios da Fundação que realiza dia de campo em parceria com os produtores e reuniões técnicas que tem garantido a produtividade. Agradecemos a parceria e vamos converter em produção”, garantiu.

O presidente da Fundação MS, Luiz Alberto Moraes Novaes defende que é preciso estar apoiado em pesquisas com o papel fundamental das fundações. “Os recursos vão fazer diferença ao longo dos anos. Isto vai gerar novas tecnologias ao produtor rural, ou seja, maior produção do Estado e desenvolvimento. Estamos colocando o Estado na posição de vanguarda”, avaliou. Conforme Luiz Alberto, as pesquisas servem para ajudar o produtor a tomar uma decisão com mais segurança. “Há 22 anos venho plantando soja e perdi 30% da produção por causa das chuvas. A pesquisa é uma ferramenta para fazer gestão sobre estes riscos”, afirmou.    

Luiz Alberto Moraes fez questão de agradecer a iniciativa do Estado, em especial a estrutura do sistema Fundems. “É um exemplo a ser admirado e que está à serviço da democracia. É uma atitude que vai perdurar independente de outros governos. Isso é a construção do desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, disse ao governador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - ATENÇÃO MÃES
Dia 'D' contra poliomielite e sarampo será neste sábado em Bonito (MS)
BONITO - MS - NAS ESTRADA VICINAIS
Agesul e prefeitura recuperam 120 Km de estradas vicinais em Bonito (MS)
BONITO - MS
Incêndio de grandes proporções destrói imóvel do Instituto Internacional Visão de Vida de Bonito
ELEIÇOES 2018 NO ESTADO
Renúncia de Chaves abre crise e tensão na campanha de Odilon
COMPORTAMENTO
Colégio Militar pula página com foto de gays para não falar de homossexualidade
CULTURA
Aniversário de 100 anos da Morada dos Baís terá concerto, espetáculo e memórias
ESPORTE
Lutador de MS é convocado para Mundial em outubro na Turquia
POLÍTICA
Com fim da hegemonia da TV, internet pode ser decisiva nestas eleições
POLÍTICA
TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro
MEIO AMBIENTE - JARDIM E BONITO
A condenação do rio da Prata, essencial para a biodiversidade em Jardim e Bonito (MS)