Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 22 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

André regulamenta Fundems e repassa R$ 1 milhão para pesquisas agropecuárias

8 Jul 2011 - 14h16

O governo do Estado dá mais um incentivo para pesquisas e difusão de tecnologias agropecuárias em Mato Grosso do Sul. Na quarta-feira (06) o governador André Puccinelli assinou o decreto que regulamenta o Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja (Fundems) e um convênio para o repasse de R$ 1 milhão que será destinado para a Fundação MS. Deste total, R$ 200 mil serão destinados à Fundação Chapadão.

Os recursos para as pesquisas agropecuárias serão conduzidas pela Fundação MS para Pesquisa e Difusão de Tecnologias Agropecuárias em diferentes regiões do Estado na safra 2011/2012. O objetivo é apoiar a implantação do Programa de Validação e Difusão de Tecnologias à Competitividade e Sustentabilidade dos Sistemas Agrícolas visando a aquisição de insumos (corretivos, fertilizantes, herbicidas, inseticidas e outros) para o plantio e cultivo de 511 hectares na safra de soja e de 387 hectares na safrinha de milho (2012). 

Durante a assinatura de convênio o governador disse que um Estado só progride quando há produção. “Desejo um bom desempenho a vocês. Nada fica estático porque a ciência evolui e temos que evoluir juntos. Os recursos são para propiciar a produtividade”, ressaltou. O governo do Estado repassou à Fundação MS no ano de 2009, um valor de R$ 600 mil e no ano passado foram mais R$ 600 mil. O objetivo é que o Fundo reverta recursos na ordem de R$ 3 milhões anuais no desenvolvimento das culturas de milho e soja.

Conforme a secretária de produção, Tereza Cristina Correa da Costa Dias, o fundo é especifico para a pesquisa no setor de agricultura, para o milho e a soja, além da pecuária que está integrada à agricultura para a recuperação do solo. “Temos mais de 9 milhões de hectares e precisamos recuperar o solo. O fundo vai contribuir para a autonomia da pesquisa e inovação, além de trazer as melhores técnicas, ou seja, a tecnologia aplicada ao campo para que o produtor possa ir para sua fazenda e fazer a recuperação de solo da melhor maneira possível”, salientou.

Tereza Cristina disse que para ter uma lavoura sustentável é preciso ter pesquisas. “Temos pesquisas das grandes multinacionais, Embrapa e nossas fundações que terão liberdade para que trabalhe as necessidades do nosso Estado”, concluiu.

Recursos

Para o presidente da Fundação Chapadão, Adriano Loeff, os recursos de R$ 200 mil serão muito bem empregados porque havia a necessidade de crescimento na região norte do Estado. “A fundação é considerada a base do agricultor da região norte e será importante para nossa pesquisa que é voltada para a necessidade do agricultor. Buscamos mais alternativas de produção, como fertilizantes, produtos químicos, além de pesquisas de culturas diferentes. Essa iniciativa do governo está de parabéns e vai colher bons frutos com isso”, afirmou.

Fundação Chapadão receberá R$ 200 mil para pesquisas

Conforme Adriano Loeff, a ferrugem, entre outros problemas na lavoura ainda existem, e a Fundação vem dando suporte ao produtor rural. “Perde quem não acompanha os trabalhos e relatórios da Fundação que realiza dia de campo em parceria com os produtores e reuniões técnicas que tem garantido a produtividade. Agradecemos a parceria e vamos converter em produção”, garantiu.

O presidente da Fundação MS, Luiz Alberto Moraes Novaes defende que é preciso estar apoiado em pesquisas com o papel fundamental das fundações. “Os recursos vão fazer diferença ao longo dos anos. Isto vai gerar novas tecnologias ao produtor rural, ou seja, maior produção do Estado e desenvolvimento. Estamos colocando o Estado na posição de vanguarda”, avaliou. Conforme Luiz Alberto, as pesquisas servem para ajudar o produtor a tomar uma decisão com mais segurança. “Há 22 anos venho plantando soja e perdi 30% da produção por causa das chuvas. A pesquisa é uma ferramenta para fazer gestão sobre estes riscos”, afirmou.    

Luiz Alberto Moraes fez questão de agradecer a iniciativa do Estado, em especial a estrutura do sistema Fundems. “É um exemplo a ser admirado e que está à serviço da democracia. É uma atitude que vai perdurar independente de outros governos. Isso é a construção do desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, disse ao governador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA DA GLOBO
Segundo Sol: Por Karola, Deborah Secco passa a tesoura no cabelão; veja o novo visual
MUNDO DA TV
Fábio Porchat pede demissão da Record
A FAZENDA 10 - ENTRETENIMENTO
A Fazenda 10: Rafael Ilha fala sobre uso de drogas e desabafa sobre 33 internações e as 9 overdoses
NOVELA DA GLOBO - SEGUNDO SOL
Segundo Sol: Karola e Remy se juntam, e impedem Laureta de matar Beto Falcão
A FAZENDA 10 - SURPRESA CHEGANDO
A Fazenda 10 guarda segredo que pode trazer de volta peoa eliminada; entenda
RIO BRILHANTE - ACIDENTE FATAL
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal em Rio Brilhante
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governo de Reinaldo Azambuja interliga por estradas o Pantanal secularmente isolado
IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - AÇÕES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instalações do Programa Bolsa Família que atende 650 beneficiários em Bonito (MS)