Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sbado, 18 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Advogado de Bonito aponta contradições e diz que Midiamax não pode difundir mentiras

O advogado do prefeito municipal de Bonito, José Anezi de Oliveira, contestou nesta terça-feira (28) a notícia veiculada pelo jornal online Midiamax no dia 17 deste ..

29 Jun 2011 - 11h16Por Boni Miranda - Bonito Informa

  O advogado do prefeito municipal de Bonito, José Anezi de Oliveira, contestou nesta terça-feira (28) a notícia veiculada pelo jornal online Midiamax no dia 17 deste mês com o título: Grupo move ação contra prefeito de Bonito e pede indenização de R$ 86,6 mil.

Em viagem por ocasião da publicação, Anezi tomou conhecimento da matéria no início desta semana. “Já não causa surpresa, e sim estranheza o fácil acesso que as pessoas citadas como fontes têm àquele veículo de informação, onde tornam públicas as suas demandas de natureza notoriamente política”, afirmou.

“É uma sintonia curiosa”, afirma o advogado José Anezi, “é só o jornal online citado publicar uma reportagem - sempre com base em informações das mesmas pessoas, do advogado Luiz Manzione e do comerciante João Ricardo, que o mesmo grupo transforma o acontecimento em fato político, no mesmo instante”, avalia, concluindo: “Suponho que eles, de alguma maneira, plantam a notícia e em seguida a usam para tentar obter proveito disso”.

De acordo com o advogado é fundamental, no entanto, que o jornalismo mesmo quando engajado seja pautado por informações verdadeiras, “principalmente quando se trata de veículos de mídia de grande expressão no Estado”.

“Nós vivemos num país democrático, onde a liberdade de imprensa e a liberdade de expressão são garantidas por lei - mas elas devem ser respeitadas na mesma medida que o direito que o cidadão tem de ter acesso à informação verdadeira. É exatamente isso o que não acontece com a matéria veiculada no dia 17, pelo Midiamax”, afirma o advogado, que acusa as fontes da notícia de faltarem com a verdade e o jornal de não checar a veracidade das informações que veicula, fazendo - mesmo que involuntariamente - o jogo político desse segmento.

Na notícia publicada o jornal eletrônico Midiamax afirma que um comerciante, um servidor público e dois trabalhadores autônomos moveram uma ação indenizatória por dano moral contra o prefeito de Bonito José Arthur Soares Figueiredo. A notícia afirma ainda que tais pessoas teriam sido réus em um processo por injúria e difamação movido pelo prefeito - o qual teria sido arquivado. Já o prefeito, teria movido a ação por acreditar que estas estariam comandando uma campanha difamatória, por meio de publicação e distribuição de panfletos em Bonito.

É preciso apontar as inverdades, uma a uma, diz Anezi, “a começar pelo fato de que ação supostamente movida pelo prefeito e que, segundo a notícia teria sido arquivada, nunca existiu”.

Nesse sentido o advogado esclarece que por ocasião do surgimento e da circulação do material gráfico (panfletos apócrifos) contendo calúnias contra o prefeito este, mediante procuração, limitou-se a registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

“Foi no decorrer das investigações, sob responsabilidade da Polícia Civil - que apurou indícios da participação do comerciante João Ricardo na distribuição do material difamatório, inclusive junto á testemunhas - é que foi realizada a apreensão dos computadores e de documentos das pessoas investigadas”, garante Anezi - apontando aí uma segunda e grave inverdade nas informações da matéria publicada pelo Midiamax.

“Ao contrário do que foi publicado na reportagem do jornal Midiamax, a apreensão dos computadores estava autorizada pelo Mandado Cautelar de Busca e Apreensão n. 028.11.000551-9, emitido pelo Judiciário local” garante, colocando á disposição do jornal e demais interessados cópias do documento para dirimir quaisquer dúvidas.

 “É incoerente, uma temeridade, mover uma ação com base em um inquérito policial cujas investigações sequer foram concluídas, encontrando-se em curso”, questiona. Nesse sentido o advogado do prefeito lembra que com relação aos computadores apreendidos o próprio delegado da Polícia Civil de Bonito, Roberto Gurgel Filho, informou que foram enviados para perícia no laboratório de criminalística, na capital do Estado, e que não existem até o momento quaisquer resultados ou mesmo prazo para a conclusão dos trabalhos.

“O que queremos, inicialmente, é alertar para o fato de que estamos atentos á existência de determinados padrões nas notícias veiculadas, um deles é a utilização - pelas mesmas fontes de sempre - de qualquer artifício, incluindo mentiras, para atingir seus objetivos. Outro padrão visível, infelizmente, é a aceitação passiva pelo Midiamax das informações prestadas por essas fontes”, concluiu o advogado.

 

O advogado do prefeito municipal de Bonito, José Anezi de Oliveira, contestou nesta terça-feira (28) a notícia veiculada pelo jornal online Midiamax no dia 17 deste mês com o título: Grupo move ação contra prefeito de Bonito e pede indenização de R$ 86,6 mil.

 

Em viagem por ocasião da publicação, Anezi tomou conhecimento da matéria no início desta semana. “Já não causa surpresa, e sim estranheza o fácil acesso que as pessoas citadas como fontes têm àquele veículo de informação, onde tornam públicam as suas demandas, de natureza notoriamente política”, afirmou.

 

“É uma sintonia curiosa”, afirma o advogado José Anezi, “é só o jornal online citado publicar uma reportagem - sempre com base em informações das mesmas pessoas, do advogado Luiz Manzione e do comerciante João Ricardo, que o mesmo grupo transforma o acontecimento em fato político – no mesmo instante”, avalia, concluindo: “Suponho que eles, de alguma maneira, plantam a notícia e em seguida a usam para tentar obter proveito disso”.

 

De acordo com o advogado é fundamental, no entanto, que o jornalismo mesmo quando engajado seja pautado por informações verdadeiras, “principalmente quando se trata de veículos de mídia de grande expressão no Estado”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governador afirma que pavimentação asfáltica da MS-223 começa nos próximos dias em Costa Rica
INELEGÍVEL
Procuradoria pede impugnação de candidatura do Zeca do PT
BONITO - MS - INAUGURAÇÃO
HOJE tem inauguração do Santo Rock Bar, caipirinha FREE para mulheres até meia-noite em Bonito (MS)
POLÍTICA
Parecer do TRE-MS dá aval para cassar vereadora Cida Amaral
MEIO AMBIENTE
Em fase final, projeto visa recuperar o Taquari com manejo correto do solo
BONITO - MS - AÇÕES NO ÁGUAS DO MIRANDA
BONITO (MS): Obras realiza serviços de revitalização no distrito Águas do Miranda
BONITO - MS
Almoço beneficente em prol do Instituto Visão de Vida acontecerá neste sábado em Bonito
CASO MAYARA
Acusado de matar a musicista Mayara Amaral diz que estava 'possuído'
ACIDENTE
Mulher é arremessada e morre em capotamento de veículo na BR-359
CIDADES
Mutirão vai analisar 11 mil processos de presos condenados em MS
Bonito Informa
Avenida 09 de Julho 2135 - Centro - Fátima do Sul/MS
(67) 99638-6610 rogerio@bonitoinforma.com.br
© Bonito Informa. Todos os Direitos Reservados.