Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
quarta, 22 de maio de 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO
JUSTIÇA PELA PAZ

13ª Semana Justiça Pela Paz em Casa é lançada na Casa da Mulher Brasileira

12 Mar 2019 - 08h16Por DA REDAÇÃO

Teve início nesta segunda-feira (11.3), a 13ª Semana da Justiça Pela Paz em Casa, programa promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com os Tribunais de Justiça do País visando ao combate e à prevenção à violência doméstica e familiar. O lançamento do programa foi realizado na Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande.

Durante a solenidade, a juíza Jacqueline Machado, responsável pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, e titular da 3ª Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, a primeira Vara de Medidas Protetivas no Brasil, que está sediada na Casa da Mulher Brasileira, destacou que aqui no Estado 14 juízes foram designados para julgar os processos. “Nesses cinco dias de mutirão, 180 sentenças serão proferidas, além das outras priorizadas. É um momento de reposta para a população, de agilidade nos processos. Serão desenvolvidas também ações de prevenção para que essa violência seja cada vez mais coibida”, ressaltou.

Na ocasião, a subsecretária Especial de Cidadania, Luciana Azambuja Roca, reforçou a importância dos projetos e parceira com a Coordenadoria da Mulher. “Que essa semana sirva para dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pela Coordenadoria, aos 12 projetos que estão sendo executados simultaneamente visando o combate e o enfrentamento à violência contra mulheres e meninas, equidade de gênero e educação pela igualdade. O Governo do Estado reconhece, valoriza e parabeniza o Tribunal de Justiça pelo empenho no fim da violência contra nossas mulheres”, afirmou.

O Justiça pela Paz em Casa conta com três edições de esforços concentrados por ano.

Nesse mês de março a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM), realiza diversas ações visando conscientizar sobre a necessidade de as mulheres, vítimas de violência, não se calarem, denunciando todo e qualquer tipo de agressão sofrida, além valorizar a força e a garra da mulher sul-mato-grossense. Dentre as ações estão palestras, blitz e panfletagens educativas e rodas de conversa.

Participaram do evento, representantes da Prefeitura Municipal de Campo Grande, do Poder Judiciário, da Polícia Civil (Deam) e do Legislativo.

Justiça pela Paz em Casa

O programa Justiça pela Paz em Casa é promovido pelo CNJ em parceria com os Tribunais de Justiça estaduais e tem como objetivo ampliar a efetividade da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), concentrando esforços para agilizar o andamento dos processos relacionados à violência de gênero.

Iniciado em março de 2015, o Justiça pela Paz em Casa conta com três edições de esforços concentrados por ano. As semanas ocorrem em março – marcando o dia das mulheres -, em agosto – por ocasião do aniversário de sanção da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006) -, e em novembro – quando a ONU estabeleceu o dia 25 como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher.

O Programa também promove ações interdisciplinares organizadas que objetivam dar visibilidade ao assunto e sensibilizar a sociedade para a realidade violenta que as mulheres brasileiras enfrentam.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concursos: 13 órgãos abrem inscrições para 400 vagas na segunda-feira
EMPREGOS E CONCURSOS
Seleção para conselheiro tutelar abre inscrições com salários de R$ 1,9 mil em MS
GERAL
Detran-MS realiza curso de atualização de agentes de Trânsito
POLÍTICAS PÚBLICAS
Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher debate ações para 2019
TEMPO E TEMPERATURA
Menos intenso, frio ainda persiste e deve permanecer até sábado
INFRAESTRUTURA
Governador assume compromisso de acelerar liberação dos recursos para corredor bioceânico
SAÚDE
Mato Grosso do Sul vacina 462 mil pessoas contra influenza
TEMPO E TEMPERATURA
Temperatura pode cair a 10ºC nesta quarta-feira em MS
GERAL
Mês das mães tem atividades de reinserção social em presídios femininos de MS
CIDADES
Inscrições abertas para palestras sobre Recursos Extraordinário e Especial