Menu
BANNER ANNA
tera, 21 de janeiro de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO
FUTEBOL

Internacional e Athletico-PR disputam final da Copa do Brasil 2019

No jogo de ida, vitória por 1 a 0 do Furacão, que pode até empatar para ficar com a taça

18 Set 2019 - 09h27Por Redação

Nesta quarta-feira, Internacional e Athletico Paranaense definem o título da Copa do Brasil 2019. No Beira Rio, a bola rola às 20h30 (MS) para o confronto entre as duas equipes. No jogo de ida, vitória por 1 a 0 do Furacão, que pode até empatar para ficar com a taça. A promessa é de casa cheia em Porto Alegre (RS).

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o atacante Paolo Guerrero, do Internacional, destacou o papel da torcida na decisão. Autor de dois gols na semifinal, no Beira Rio, o peruano reconheceu a qualidade do Athletico, mas mostrou confiança no Colorado em casa.

"Uma decisão como essa a gente tem o fator casa. É sempre importante. Perdemos como visitante e definimos os 90 minutos aqui. Essa chance é linda, de decidir aqui em casa Respeitamos muito o time do Athletico, que é muito qualificado, joga bem com a bola, são bem dotados tecnicamente, não têm pressa, fazem seu jogo. Mas acho que amanhã vai ser diferente", analisou o atacante, segundo o portal da CBF.

Um mandante forte x um visitante discreto

Para ser campeão, o Athletico precisará contrariar um retrospecto ruim nesta temporada. Segundo levantamento do globoesporte.com, o Furacão tem apenas 18,5% de aproveitamento longe de seus domínios no ano (sem contar com os jogos do Estadual). O Inter, por sua vez, só perdeu no Beira Rio no Campeonato Gaúcho. Na Libertadores, no Brasileirão e na Copa do Brasil, o Colorado ainda não sabe o que é sair derrotado de sua casa.

Dois dos principais jogadores de cada equipe, Bruno Guimarães e Paolo Guerrero chegam com a moral elevada para a decisão. Eles concorrem ao prêmio de Melhor Jogador da Copa do Brasil. Cada um em sua posição, são peças-chave para o bom desempenho de Athletico Paranaense e Internacional na noite desta quarta-feira.

Meio-campista completo, Bruno Guimarães funciona tanto como organizador quanto como definidor das jogadas do Furacão. Não foi à toa que decidiu o jogo de ida, mostrando oportunismo e presença de área com um belo gol.

Guerrero, por sua vez, é o atual artilheiro da Copa do Brasil, com cinco gols, e pode se isolar ainda mais nesta quarta. Na partida de volta das semifinais, contra o Cruzeiro, também no Beira Rio, a estrela do peruano brilhou. Ele marcou os dois primeiros gols na vitória por 3 a 0 que garantiu a vaga do Inter na decisão.

Premiação milionária e vaga na Supercopa

Além de um dos títulos mais importantes do futebol brasileiro, a Copa do Brasil pode garantir, de cara, várias outras conquistas relevantes para Inter ou Athletico Paranaense. De cara, quem levantar a taça ficará com uma premiação milionária: são R$ 52 milhões para o ganhador da competição. O vice fica com R$ 21 milhões.

Além disso, o campeão garante uma vaga na Supercopa do Brasil, uma competição inédita com início previsto para 2020. O torneio reunirá o campeão da Copa do Brasil com o campeão do Campeonato Brasileiro. Não menos importante, o título da Copa do Brasil ainda garante participação na Taça Libertadores da América do ano que vem.

Pelo fim do jejum nacional

O duelo reúne dois clubes que tentam encerrar um longo jejum de conquistas nacionais. O Athletico foi campeão do país pela última vez em 2001 e bateu na trave em 2013, com o vice-campeonato da Copa do Brasil. Já o Inter não sabe o que é erguer uma taça nacional há 27 anos. Sua última conquista foi na Copa do Brasil de 1992. O Colorado ainda disputou outra decisão, em 2009, mas acabou derrotado pelo Corinthians.

Entre os jogadores titulares do Athletico Paranaense, apenas um é remanescente da final de 2013: o goleiro Santos. Na época, era reserva de Weverton, hoje no Palmeiras. O atacante Marcelo Cirino também estava naquele elenco, mas já está em sua segunda passagem pelo Athletico, depois de rodar por alguns clubes (inclusive o Inter).

No Colorado, é o argentino Andes D'Alessandro que tem a chance de uma revanche após a final de 2009. Hoje capitão do time, D'Ale tinha 28 anos de idade quando foi derrotado pelo Corinthians na final. O segundo jogo da decisão foi no Beira Rio e o argentino ficou marcado com uma expulsão perto do fim do jogo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS -
Movimento quer preparar a cidade para impactos da sua expansão econômica em Bonito (MS)
TURISTANDO DE BIKE
Ciclistas de MS pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FUTEBOL
Vasco vira sobre Goiás e pegará o Grêmio nas quartas de final da Copa São Paulo
BONITO - MS - FOTOS
Confira as FOTOS da Diplomação dos Conselheiros Tutelares eleitos em Bonito (MS)
INDICA A PRÊMIO
Bióloga de MS que ajudou a tirar a arara azul da lista de animais em extinção é indicada a prêmio
FATALIDADE
Filho de jornalista da ESPN morre após cair de prédio no litoral de SP
BONITO - MS - PREVENÇÃO A DEPRESSÃO
Roda de conversa sobre prevenção à depressão foi um sucesso e teve aulão de Zumba em Bonito (MS)
FUTEBOL
Cássio se machuca no primeiro treino do Corinthians
BONITO - MS - HOJE TEM ZUMBA
Alô Zumbeiro!, vem todo mundo que HOJE tem Zumba na Praça da Liberdade em Bonito (MS)
BONITO - MS - CHEGADA DE 2020
Show da virada tem recorde de público que aplaude no final do show pirotécnico em Bonito (MS)