AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 19 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
CLINICA_RITH
8 de Agosto de 2017 14h10

Mapa de livro de Geografia troca capitais de MS e Mato Grosso

Campo Grande News
DivulgaçãoDivulgação

A confusão entre Mato Grosso do Sul e Mato Grosso já é até tradicional. E, em alguns casos, nem adianta procurar informações no livro. Usado por alunos no colégio estadual Hércules Maymone, em Campo Grande, a obra “Geografia em Rede”, da editora FTD, põe Cuiabá como capital de Mato Grosso do Sul e, persistindo no erro, informa que Campo Grande é a capital do Estado vizinho. Os nomes trocados aparecem na página 246, no mapa sobre multimodalidade nos transportes.

Primeiro, uma professora, que pediu para não ter o nome divulgado, foi surpreendida por um aluno quando falava da capital do Suriname, Paramaribo. “Não professora, está errado!”, disse um aluno. “A capital do Suriname é Georgetown”, corrigiu. “Eu insisti. É Paramaribo, eu já estive lá”, argumentou. “Ou a senhora ou o livro estão errados”, duvidou o aluno.

Era o livro. No mapa, o Suriname, país localizado entre a Guiana Francesa e a Guiana [antiga Guiana Inglesa] está localizado onde fica a Guiana, cuja capital é Georgetown.

Alguns dias e páginas à frente, durante uma aula, outra decepção. Dessa vez uma inquestionável. As capitais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram trocadas

A diretora adjunta da escola, Luely Mussi, conta que em 2015 os professores escolheram os livros da editora para trabalhar com alunos do primeiro ao terceiro ano do Ensino Médio.

De acordo com ela, entre os anos de 2015 e 2017, pelo menos 1000 alunos na escola tiveram o livro como material de estudo. Foram pelo menos cinco turmas do segundo ano do Ensino Médio por período, durante três anos.

Surpresa - Professores das escolas estaduais deverão informar ao FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), em data ainda a ser definida, de quais editoras e autores irão trabalhar nos próximos três anos (2018, 2019 e 2020). “Os professores de cada disciplina, em cada escola, têm total liberdade de escolher o material”, informa a diretora adjunta.

Várias editoras enviam exemplares para apreciação dos docentes. A FTD reeditou seus livros e para surpresa dos professores, os mesmos erros foram outra vez impressos, sob nova formatação e poderão ser escolhidos por escolas de todo o país.

“Eles fizeram de novo, ainda que tenhamos informado sobre os erros em 2015. Aqui no Hércules Maymone não queremos nem ver esse livro na nossa frente, mas quantas outras escolas poderão escolher ele?”, frisa a professora.

Já a diretora adjunta lembrou também de uma edição antiga em que a menção à cidade de Campo Grande (MS) era ilustrada com uma foto de praia. A imagem era mesmo de Campo Grande, só que no Estado do Rio de Janeiro.

O que diz a empresa 

Em nota enviada ao Campo Grande, a editora responsável pelo livro didático, a FTD Educação admitiu o erro e disse que ele ocorreu na 1ª edição da obra Geografia em Rede - 2º ano, que chegou às escolas da rede estadual de ensino em 2015.

De acordo com a empresa, a 2ª edição desta coleção, que foi aprovada pelo MEC, trará os mapas corrigidos. De acordo com a empresa, a nova edição será impressa ainda este ano e chegar às escolas da rede pública de ensino no início do ano letivo de 2018.

Comentários
Veja Também
DROGÃO_BONITO_300_100
Últimas Notícias
  
dothshop
conde_foto
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.