Menu
KAGIVA
quinta, 24 de janeiro de 2019
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC
PODER LEGISLATIVO

Deputados lamentam altos índices de violência sexual em MS

Para deputado, é preciso reforçar as leis estaduais pela prevenção dos crimes sexuais

11 Mai 2018 - 08h28Por DA REDAÇÃO

Dados da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul apontam que somente em 2018 já foram registrados no Estado 586 crimes contra a dignidade sexual. O número alarmante faz parte dos altos índices debatidos pelos deputados estaduais durante sessão desta quinta-feira (10/5). Professor Rinaldo (PSDB) foi quem discursou primeiro.

“Fiquei sabendo de mais um caso de violência sexual e quando é contra criança é ainda mais revoltante. Pai que fala que precisou trocar filho por alimento é na verdade um sem vergonha que não tem coragem de por a cara no sol e trabalhar. O Estado está em primeiro lugar em números de estupros e isso é muito triste. É um assunto que precisamos voltar a falar por várias vezes para ampliar a conscientização”, ressaltou o deputado.

Rinaldo citou que é preciso reforçar as leis estaduais pela prevenção dos crimes sexuais. Ele é autor de duas delas, a Lei 3.707/2009, que instituti a Semana do Combate à Pedofilia, para a segunda semana do mês de maio com ações educativas e a Lei 3.648/2009, que torna obrigatório que hoteis, pensões, pousadas, albergues, casas de apoio e congêneres situados dentro do Estado de Mato Grosso do Sul, criem e mantenham ficha de identificação de menores de 18 anos de idade que se hospedarem nos referidos estabelecimentos.

“Com esse cadastro nos hoteis podemos evitar o aliciamento de jovens. Infelizmente esses são crimes que atingem toda a população e é preciso treinamento por parte dos profissionais que lidam com isso para ter um atendimento adequado à vítima”, afirmou. O deputado Dr. Paulo Siufi (PSDB) comentou dados da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) que apontam que 70% dos casos de estupro aconteceram em ambiente familiar. “Muitas vezes temos em nossas famílias abusadores e não sabemos. É preciso ficar atento, pois o trauma é para o resto da vida. Quero penas mais rígidas. Sugiro a prisão perpétua a estupradores”, argumentou.

Autor da Lei que institui o mês Maio Laranja e o Dia de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Estado de Mato Grosso do Sul, o deputado Herculano Borges (SD) concordou com os deputados. “O combate a esses crimes sexuais virou bandeira. Fomos conversar nas escolas e é impressionante ver que as crianças não sabem nem se expressar, justamente por isso temos que fazer inúmeras campanhas de conscientização”, analisou o deputado.

A Campanha Maio Laranja emitiu uma cartilha lúdica sobre o tema, destacando que a culpa nunca é da vítima – confira a versão online clicando aqui. Caso você presencie ou for vítima de alguma violência, o disque denúncia é gratuito pelo número 100. 

(Com informações da assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa)
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM MS
Lutador tem liberdade negada e Justiça marca 1ª audiência de madrasta que pisoteou bebê até a morte
AGENDA
Carreta da Justiça atende moradores de Paraíso das Águas até sexta-feira
CIDADES
Morre o ator Caio Junqueira, uma semana após acidente de carro no Aterro
BONITO - MS
Passeios em Bonito são finalistas de prêmio internacional de sustentabilidade
CIDADES
Gabeira visita Rio da Prata e faz alerta para que “paraíso continue de pé”
GERAL
MP-MS se adequa a Lei de Acesso à Informação e muda regra sobre sigilo em inquéritos
MIRANDA - MS - AFOGAMENTO
'Prainha', local onde criança morreu afogada já estava interditada por risco de morte em Miranda
BONITO - MS - AÇÃO POLICIAL
Embaixo da ponte sobre o Rio Formoso, PM flagra homem e menores alcoolizados em Bonito (MS)
TRÂNSITO
Acidente entre dois carros na MS-276 deixa mulher presa nas ferragens
BRASIL
Cápsula com césio-137 é achada em ferro velho de Alagoas