Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sexta, 20 de julho de 2018
KAGIVA
Busca
BRASIL - ECONOMIA

Copom sinaliza que pode manter ritmo de corte na taxa Selic

1 Ago 2017 - 08h13Por DA REDAÇÃO

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) sinalizou que vai manter o ritmo de corte na taxa básica de juros, a Selic. Na última reunião, o comitê cortou a Selic em 1 ponto percentual para 9,25% ao ano.

A informação consta da ata da última reunião do comitê, divulgada hoje (1º), em Brasília. Segundo o documento, a manutenção do ritmo de corte vai depender da continuidade do cenário econômico e de estimativas de extensão do ciclo de redução da Selic. “De forma geral, a magnitude da flexibilização continuará dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos, de possíveis reavaliações da estimativa da extensão do ciclo e das projeções e expectativas de inflação”, disse.

Na ata, a diretoria do BC informa que discutiu sobre a importância de sinalizar os seus próximos passos, mas reiterou a “preferência por explicitar as condicionalidades sobre a evolução da política monetária, o que melhor transmite a racionalidade econômica que guia suas decisões”. “Isso contribui para aumentar a transparência e melhorar a comunicação do Copom”, acrescentou.

Aumento de tributação

Na ata, os membros do Copom avaliaram os impactos sobre a inflação do aumento da alíquota do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre os combustíveis.

A estimativa é que a inflação vai aumentar em 0,45 ponto percentual em julho e agosto, com maior concentração do efeito neste mês. “Parte desse impacto já estava contemplada nas projeções condicionais do Copom”, acrescentou.

O Copom também avaliou o efeito da mudança da bandeira tarifária de energia elétrica de verde para amarela sobre a inflação do mês de julho, cuja estimativa de impacto é 0,15 ponto percentual.

“Todos [os membros do Copom] concluíram que essas oscilações pontuais – em particular dos reajustes de preços de combustíveis e de energia elétrica, que têm sido mais voláteis – não têm implicação relevante para a condução da política monetária [definição sobre a taxa Selic]”, diz a ata.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GASTRONOMIA REGIONAL
Oficina Vegana com frutos e Castanhas do Cerrada foi realizada na Casa da Memória Raída em Bonito
BONITO RURAL
Tabelamento do frete emperra venda do milho em Mato Grosso do Sul
PESQUISA - CORRIDA PELO GOVERNO
Puccinelli disputa a ponta com Azambuja e Odilon desce para 3º em nova pesquisa
OPORTUNIDADES
Inscrições para vagas com salários de até R$ 3,7 mil se enceram dia 24
CIDADES
Apagão causado por defeito afetou 37 mil unidades consumidoras em MS
ATENTADO EM MS
Primas de vice-prefeito são alvos de atiradores durante a madrugada
GUIA LOPES - AÇÃO DA PMA
PMA autua fazendeiro em R$ 9,8 mil por desmatamento ilegal de duas áreas em Guia Lopes
CIDADES
Receita cancela adesão de mais de 700 contribuintes ao Novo Refis
BONITO - MS
CIDEMA entrega Plano de Saneamento Básico de Bonito
BONITO - MS - NO ESTAÇÃO CAXARA
Bonito (MS): Estação Caxara terá Grupo 1Kilo, referência nacional em Rap e Hip-Hop durante a FIB